+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Potência alta nos sxt

    bn pessoal tenho em um condominio uma ominitik 5,8 e tenho as sxt em bridge, pois entao, as sxt ficam no maximo a 120 mts da omini, e fui la em tx power e tentei reduzir a potencia delas e nao aceita volta para default, ou talvez esteja fazendo alguma coisa de errado, testei em all rates fixed baixei para 5 dbi e so o tx aumentou o rx ficou na mesma.

    atualmente o tx/ rx esta em 35/34 quando alterei ficou 55/34, alguma dica pessoal pois esta com muita potencia

  2. #2

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    ccq 4/10% isso ta terrivel pois sera que to gerando interferencia na propria rede, e meus clientes estao navegando tranquilo e nao tem perca de pacotes detalhe e que tenho 15 sxt ligado na ominitik



  3. #3

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Citação Postado originalmente por gandhi Ver Post
    bn pessoal tenho em um condominio uma ominitik 5,8 e tenho as sxt em bridge, pois entao, as sxt ficam no maximo a 120 mts da omini, e fui la em tx power e tentei reduzir a potencia delas e nao aceita volta para default, ou talvez esteja fazendo alguma coisa de errado, testei em all rates fixed baixei para 5 dbi e so o tx aumentou o rx ficou na mesma.

    atualmente o tx/ rx esta em 35/34 quando alterei ficou 55/34, alguma dica pessoal pois esta com muita potencia
    TX é o sinal do que está enviando e RX o sinal recebido. Então o ajuste tem que ser feito nos dois rádios. Se ambos estiverem na mesma potência TX e RX devem ser iguais.

  4. #4

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    E como eu ajusto o sinal rx pois o tx consegui regular so falta o rx vc pode me falar



  5. #5

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Citação Postado originalmente por gandhi Ver Post
    E como eu ajusto o sinal rx pois o tx consegui regular so falta o rx vc pode me falar
    Não é um ajuste feito no radio que está mostrando o valor. Deixa eu ver se te esclareço.
    Digamos que você tenha um PTP entre A e B

    Você entra nas informações do rádio A. Lá aparece os valores de TX/RX. Esses valores apresentados em A são o seguinte. TX é a informação reversa, ou seja, é quanto de sinal de A está chegando em B. Ou seja: quando você dimnui a potência do radio A o TX também diminui (no seu caso diminuiu de -35dBm para um valor menor, -55dBm).
    E o valor de RX é o que você esta recebendo do radio B.

    Então quando você dimnuiu a potência de A ele diminui o TX em A e o RX em B. Para diminuir o RX de A você tem que dimuir a potência de B.

  6. #6

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    ou seja deixa ver se eu entendi entao, na minha topologia, minha omini esta com configuracoes padrao em bridge certo... ta entao eu baixando somente o tx na sxt entao nao vai ter problema ficar o sinal -55/-32, seria isso??? ou teria que baixar da omini tambem para o sinal chegar prox do -55 para tx e rx??? pois como disse tenho sxt espalhadas nos blocos algumas sao mais longes outras mais perto



  7. #7

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Citação Postado originalmente por gandhi Ver Post
    ou seja deixa ver se eu entendi entao, na minha topologia, minha omini esta com configuracoes padrao em bridge certo... ta entao eu baixando somente o tx na sxt entao nao vai ter problema ficar o sinal -55/-32, seria isso??? ou teria que baixar da omini tambem para o sinal chegar prox do -55 para tx e rx??? pois como disse tenho sxt espalhadas nos blocos algumas sao mais longes outras mais perto
    Na verdade você tem que regular a potência da Omnitik de maneira que o rádio cliente mais distante tenha sinal dentro dos padrões de velocidade e MCS esperados.

    Vou descrever uma situação hipotética aqui:

    Uma Ominitik em potência máxima (30dBm - EIRP 37dBm) ligado a 3 SxT reguladas para 25dBm EIRP. Suponha que a frequência seja 5500mhz.

    SxT A - 3km de distância:

    Sinal do AP recebido em A> 37dBm - 117dBm (perda no espaço livre) + 16dBi (ganho antena SxT)
    O RX em A será de -64dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de A> 25dBm - 117dBm + 7.5dBi (ganho da antena Omnitik)
    O RX de A no AP será de -85dBm portanto o TX de A em A sera -85dBm

    SxT B - 5km de distância
    Sinal do AP recebido em B> 37dBm - 121dbm + 16dBi
    O RX em B será de -68dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de B> 25dBm -121dBm +7,5dBi
    O RX de B no AP será de -88dBm portanto o TX de B em B será -88dBm

    SxT C - 1km de distância
    Sinal do AP recebido em C> 37dBm -107dBm + 16dBi
    O RX em C será de -54dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de C> 25dBm - 107dBm + 7.5dBi
    O RX de C no AP será de -75dBm portanto o TX de C em C será -75dBm

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PTMP_MK.jpg
Visualizações:	57
Tamanho: 	43,6 KB
ID:      	66443


    Essas contas foram para demonstrar que o sinal recebido nas estações (RX) é definido por 3 fatores: Potência EIRP do AP, perda no espaço livre e ganho da antena da estação. E o valor do sinal recebido pelo AP a partir das estações (TX na estação) é definido igualmente pelo EIRP da estação, perda no espaço livre e ganho da antena do AP.

    Se estivéssemos tratando de um PTP de rádios iguais, seria estranho ter valores de TX e RX muito diferentes. Agora quando se trata de PTMP, onde o AP é regulado com base na estação mais distante, é comum encontrarmos valores de RX e TX diferentes.
    Tenha em mente que o valor, tanto de RX como de TX podem sofrer de SNR excessivo. Então é recomendável encontrar um equilíbrio entre a potência dos rádios e o noise floor detectado.

  8. #8

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Só pra ilustrar um pouco mais. Estava upando um firmware agora e resolvi printar as informações de uma PBM5.

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PTP_TESTE.jpg
Visualizações:	45
Tamanho: 	174,9 KB
ID:      	66445

    Observe o sinal de -65dBm. É o sinal recebido do AP.

    O sinal logo abaixo, de -67dBm, é o sinal que foi recebido lá na outra ponta no AP...

    Manjou?
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PTP_TESTE.jpg
Visualizações:	42
Tamanho: 	166,5 KB
ID:      	66444  



  9. #9

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    show de bola vou comecar a configurar minhas antenas aki vlew cara muito obrigado

  10. #10

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Citação Postado originalmente por sphreak Ver Post
    Na verdade você tem que regular a potência da Omnitik de maneira que o rádio cliente mais distante tenha sinal dentro dos padrões de velocidade e MCS esperados.

    Vou descrever uma situação hipotética aqui:

    Uma Ominitik em potência máxima (30dBm - EIRP 37dBm) ligado a 3 SxT reguladas para 25dBm EIRP. Suponha que a frequência seja 5500mhz.

    SxT A - 3km de distância:

    Sinal do AP recebido em A> 37dBm - 117dBm (perda no espaço livre) + 16dBi (ganho antena SxT)
    O RX em A será de -64dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de A> 25dBm - 117dBm + 7.5dBi (ganho da antena Omnitik)
    O RX de A no AP será de -85dBm portanto o TX de A em A sera -85dBm

    SxT B - 5km de distância
    Sinal do AP recebido em B> 37dBm - 121dbm + 16dBi
    O RX em B será de -68dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de B> 25dBm -121dBm +7,5dBi
    O RX de B no AP será de -88dBm portanto o TX de B em B será -88dBm

    SxT C - 1km de distância
    Sinal do AP recebido em C> 37dBm -107dBm + 16dBi
    O RX em C será de -54dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de C> 25dBm - 107dBm + 7.5dBi
    O RX de C no AP será de -75dBm portanto o TX de C em C será -75dBm

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PTMP_MK.jpg
Visualizações:	57
Tamanho: 	43,6 KB
ID:      	66443


    Essas contas foram para demonstrar que o sinal recebido nas estações (RX) é definido por 3 fatores: Potência EIRP do AP, perda no espaço livre e ganho da antena da estação. E o valor do sinal recebido pelo AP a partir das estações (TX na estação) é definido igualmente pelo EIRP da estação, perda no espaço livre e ganho da antena do AP.

    Se estivéssemos tratando de um PTP de rádios iguais, seria estranho ter valores de TX e RX muito diferentes. Agora quando se trata de PTMP, onde o AP é regulado com base na estação mais distante, é comum encontrarmos valores de RX e TX diferentes.
    Tenha em mente que o valor, tanto de RX como de TX podem sofrer de SNR excessivo. Então é recomendável encontrar um equilíbrio entre a potência dos rádios e o noise floor detectado.
    Desculpe a invasão no tópico, mais sphreak, poderia se tiver tempo me explicar a formula ou metódo que usou nesse calculo.

    "Sinal do AP recebido em A> 37dBm - 117dBm (perda no espaço livre) + 16dBi (ganho antena SxT)
    O RX em A será de -64dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de A> 25dBm - 117dBm + 7.5dBi (ganho da antena Omnitik)
    O RX de A no AP será de -85dBm portanto o TX de A em A sera -85dBm"


    Como obteve os -117 e a perda de espaço livre?

    Preciso aprender esses cálculos, e até agora não tenho conseguido, sua explicação está bem clara, mais me surgiu essa dúvida



  11. #11

    Padrão Re: Potência alta nos sxt

    Citação Postado originalmente por alextaws Ver Post
    Desculpe a invasão no tópico, mais sphreak, poderia se tiver tempo me explicar a formula ou metódo que usou nesse calculo.

    "Sinal do AP recebido em A> 37dBm - 117dBm (perda no espaço livre) + 16dBi (ganho antena SxT)
    O RX em A será de -64dBm
    Sinal recebido pelo AP a partir de A> 25dBm - 117dBm + 7.5dBi (ganho da antena Omnitik)
    O RX de A no AP será de -85dBm portanto o TX de A em A sera -85dBm"


    Como obteve os -117 e a perda de espaço livre?

    Preciso aprender esses cálculos, e até agora não tenho conseguido, sua explicação está bem clara, mais me surgiu essa dúvida
    Olá @alextaws. Então... o cálculo é feito assim...

    A perda no espaço livre é dada por uma fórmula matemática>

    PeL=32,5 + (20*log F) + (20* log D)

    PeL = Perda no espaço livre
    F = frequência do AP (em Mhz)
    D=distância do enlace

    Exemplo:

    Um enlace de 15km na frequência de 900Mhz

    PeL=32,5 + (20*log F) + (20* log D)

    F= 900Mhz
    D= 15km

    Pel = 32,5 + (20*log 900) + (20*log 15)
    PeL= 32,5 + (20*2,9542) + (20*1,176)
    Pel= 32,5 + 59,084 + 23,52
    Pel= 115,104 ~ 115 dBm

    Então a perda no espaço livre será de 115dBm

    Suponha que nesse enlace você está usando um rádio com EIRP de 1Watt (30dBm) e como estação você tem um rádio com uma antena de 25dBi de ganho acoplada a ele. Qual seria o sinal ideal recebido na estação?

    (quando digo ideal seria como lá no ensino médio que se falava na CNTP - condições normais de temperatura e pressão. Então para este cálculo iremos desconsiderar a atenuação vinda de outras fontes, como diferença térmica, massas gasosas e de água, vegetação, etc)


    Cálculo: EIRP - PeL + Ganho da antena receptora

    EIRP = 30dBm
    PeL = 115dBm
    Ganho Antena= 25dBi

    Então: 30dBm - 115dBm + 25 dBi = -60dBm -60dBm é o sinal recebido pelo rádio da estação.

    Vamos usar esses mesmos valores, só que com as frequências de 2.4Ghz e 5.8Ghz, mantendo o mesmo EIRP do AP e a mesma distância.


    2.4Ghz

    PeL= 32,5 + (20*log 2400) + (20*log 15)

    *** lembre-se: o logaritmo é sempre da frequência em Mhz... então é necessário converter os valores.

    PeL = 32,5 + 67,604 + 23,52
    PeL = 123,624 ~ 124dBm

    Voltemos aos dados anteriores

    EIRP=30dBm
    PeL=124dBm
    Ganho antena=25dBi

    então: EIRP - PeL + Ganho antena = 30dBm - 124dBm +25dBi = -69dBm

    -69dBm é o sinal recebido pelo rádio estação


    5,8Ghz

    PeL= 32,5 + (20*log 5800) + (20*log 15)
    PeL = 32,5 + 75,268 + 23,52
    PeL = 131,348 ~ 131dBm

    Voltemos aos dados anteriores

    EIRP=30dBm
    PeL=131dBm
    Ganho antena=25dBi

    então: EIRP - PeL + Ganho antena = 30dBm - 131dBm + 25dBi = -76dBm

    -76dBm é o sinal recebido pelo rádio estação.


    Eu deixei em negrito os valores das perdas no espaço livre exatamente para demonstrar que a atenuação do sinal em distância é mais expressiva quanto maior a frequência, ou seja, essa atenuação é diretamente proporcional ao aumento da frequência do sinal.

    É sempre importante dizer que esse cálculo é baseado em valores ideais, do sinal no vácuo e no lobo principal da antena. Sem levar em conta a deterioração por outros fatores como: Termais, massa de água (nuvens), vegetação, difração, multi-path, fresnel.