Página 1 de 12 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #1
    infect
    Visitante

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    Ilmo. Sr. Ricardo,
    Estamos agradecidos pelo e-mail que o Sr. nos enviou, o mesmo esta sendo
    remetido à sua Excelência o Ministro Hélio Costa, para que se busque uma
    resposta a pergunta de V.Sª.

    Atenciosamente,
    Ministério das Comunicações - MC

    > ----- Mensagem original -----
    > De: ricardotec [SMTP:[email protected]]
    > Enviada em: quinta-feira, 15 de dezembro de 2005 22:27
    > Para: sec.telecom
    > Assunto:
    >
    > Ao excelentíssimo senhor ministro das comunicações Helio Costa.
    >
    > Prezado senhor ministro.
    > Venho representar os empresarios de provedores de acesso a internet das
    > cidades pequenas do nosso Brasil, que se reunem através do portal de
    > conhecimento under-linux.org.
    >
    > Estamos preocupados com a forma de negociação das faixas de frequencia e
    > uso do sistema Wimax em nosso país. Gostariamos de saber se seria
    > possível, através de uma associação que reunisse todos nós, ter uma faixa
    > de frequência da tecnologia wimax destinada aos pequenos provedores, que
    > por atuarem somente em uma jurisdição pré definida não iria interferir nas
    > demais áreas.
    >
    > Peço atenção a esta solicitação porque uma proposta positiva iria
    > resguardar nossa sobrevivência no mercado, mantendo milhares de empregos,
    > arrecadação de impostos e a manutenção de toda uma cadeia produtiva de
    > serviços oferecidos por nós provedores de pequeno porte na comunidade.
    > Coisa que sabemos bem que as grandes empresas não vão oferecer.
    >
    > Sem mais, agradeço a atenção e aguardo um possível retorno.

  2. #2
    infect
    Visitante

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    Galera, acho que é hora de organizarmos uma espécie de ação conjunta, mas não via ações na justiça, e sim como protestos.

    No Brasil a única forma de fazer nos ouvir e fazendo barulho, igual os sem terra faz.

    Independente da resposta que tivermos do Senhor Ministro, proponho organizarmos uma forma de protesto virtual. ao invés de enchermos o cú de advogado de dinheiro e ter a certeza da derrota, pois o supremo está prostituído vamos fazer uma campanha publicitária contra esta medida, por exemplo. pagar por banners em portais que todo mundo acessa , com um texto bem símples e direto apontando as pessoas que nos prejudicam e o que nós queremos. Isto é fazer política, e isto funciona.

    por incrível que pareça, temos poder de mídia e não sabemos, é só nos organizarmos. se 100 provedores de cidades de 50 mil habitantes se organizar e veicular uma mesma notícia, acho que teríamos um público em potencial.

    e então, alguem topa bolar algo assim?



  3. #3

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    Citação Postado originalmente por infect
    No Brasil a única forma de fazer nos ouvir e fazendo barulho, igual os sem terra faz.

    Independente da resposta que tivermos do Senhor Ministro, proponho organizarmos uma forma de protesto virtual. ao invés de enchermos o cú de advogado de dinheiro e ter a certeza da derrota, pois o supremo está prostituído vamos fazer uma campanha publicitária contra esta medida, por exemplo. pagar por banners em portais que todo mundo acessa , com um texto bem símples e direto apontando as pessoas que nos prejudicam e o que nós queremos. Isto é fazer política, e isto funciona.
    Infelizmente o Brasil é assim mesmo.

    Enquanto 2 ou 3 querem melhorar, 20 querem roubar.

  4. #4

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    Citação Postado originalmente por infect
    Galera, acho que é hora de organizarmos uma espécie de ação conjunta, mas não via ações na justiça, e sim como protestos.

    No Brasil a única forma de fazer nos ouvir e fazendo barulho, igual os sem terra faz.

    Independente da resposta que tivermos do Senhor Ministro, proponho organizarmos uma forma de protesto virtual. ao invés de enchermos o cú de advogado de dinheiro e ter a certeza da derrota, pois o supremo está prostituído vamos fazer uma campanha publicitária contra esta medida, por exemplo. pagar por banners em portais que todo mundo acessa , com um texto bem símples e direto apontando as pessoas que nos prejudicam e o que nós queremos. Isto é fazer política, e isto funciona.

    por incrível que pareça, temos poder de mídia e não sabemos, é só nos organizarmos. se 100 provedores de cidades de 50 mil habitantes se organizar e veicular uma mesma notícia, acho que teríamos um público em potencial.

    e então, alguem topa bolar algo assim?

    por mim to dentro....tmb temos um provedor em uma pequena cidade do interior do paraná...

    abraços e até mais...



  5. #5
    Moderador Avatar de Bruno
    Ingresso
    Nov 2002
    Localização
    Guarapuava-PR
    Posts
    3.938
    Posts de Blog
    1

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    vamo nessa

    axo uma boa ideia

  6. #6

    Padrão Resposta do ministério das comunicações

    que tal um wiki ou um site? eu tou dentro...