+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão ps -aux

    O que é isso quando eu vejo os processos e tem um do samba SMBD -D


    Código :
    root   26341 0.1 0.4 12400 5320 ?    S  06:50  0:49 smbd -D
    root   26349 0.0 0.3 12328 4964 ?    S  06:52  0:02 smbd -D
    root   26355 0.0 0.3 12320 4884 ?    S  06:55  0:01 smbd -D
    nobody  26358 0.1 0.3 12776 5172 ?    S  06:56  0:51 smbd -D
    nobody  26359 0.4 0.3 12688 5076 ?    S  06:56  1:53 smbd -D

    Pq está smbd -D ?
    Pq o -D ?
    E pq tantos processos do samba? Cada usuário que conecta em um mapeamento ele abre um processo?

  2. #2

    Padrão Re: ps -aux

    ACHO que o -D é de DAEMON, mas dá uma lida no man do SAMBA e no Foca.



  3. #3

    Padrão Re: ps -aux

    Obrigado Charles Brownson, eu aprendi, o -D quer dizer que está rodando como Daemon mesmo e para cada cliente que conecta no samba ele cria um novo processo.
    E o samba já deixa uns processos no gatilho para ser mais rápido, isso se chama....

    fork alguma coisa.. não me lembro, alguém sabe?

  4. #4

    Padrão Re: ps -aux

    Na verdade, o Samba abre um processo para cada conexão que ele faz com um cliente. Os primeiros processos que o Samba levanta estão sob com o nome de usuário root, por serem os processos pais que irão gerar os processos que trabalharão diretamente com os usuários.

    Não acho que isso seja um fork exatamente, a partir do momento que o fork é um processo que chama a si mesmo (Como uma função recursiva em C/C++).


    Um abraço!



  5. #5

    Padrão Re: ps -aux

    Não quis dizer o fork do C ou C++, que os nerdinhos faziam um software que fazia um loop executando o fork() e mesclavam com softwares mais baixados na net.. para fazer um DoS