Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Moderadores, se eu estiver colocando o tópico no lugar errado, perdôem-me, e movam para o lugar correto ou tranquem se for o caso. Teóricamente parece ser um tópico voltado para o Debian. Mas a minha colocação que penso não é isso. Essa semana se não me engano ( a minha idade avançada não me permite lembrar tanto ), estava lendo um tópico aqui de um usuário buscando uma distro para iniciar no Linux. Falaram de Kurumin, Debian, Slackware, SuSE, Mandriva, Conectiva, RedHat, etc. Mas no tema Debian houve algumas restrições sobre o tempo de lançamento das novidades Debian. Falaram que o Debian leva mais tempo para lançar novos releases, porque no Debian cada versão é exaustivamente testada ao extremo até ser liberada para o mercado. E é verdade. Mas fico vendo por exemplo, que o Ubuntu e Kurumin, conseguem num espaço bem menor de tempo, lançarem novas versões para Desktop, Servidor e vejo, leio, vários usuários contentes com o novo lançamento. Aí fica a minha pergunta : o Debian é assim mesmo ? O Debian sendo uma distro respeitada no mercado mundial e de adoradores ao redor do mundo, trabalha assim mesmo ? Os desenvolvedores de outras distros que se baseiam no Debian, a pegam como modelo e vão em frente deixando o Debian prá trás, assim sem mais e sem menos ? A comunidade Debian que trabalha no seu desenvolvimento, não tem nada a dizer ? Eu já usei o Debian para testes, como servidor e é excelente mesmo. Mas fico olhando e vejo que o que tem de distros novas sendo lançadas no padrão Debian, é estranho. E essas distros vão lançando novidades, novidades, e nada do Debian acompanhar. Porque o Debian é assim ? Não sei, mas ao que consta, Debian e Slackware, por exemplo, são 2 distros precurssoras do ambiente Linux, mas que demoram de uma certa forma a acompanhar a corrida por novos releases. Ou será apenas ensaio de balão, das outras distros ? Eu não tenho nada a reclamar dessas distros para servidores. Eu sei que no caso do Slackware o Paul é praticamente a pessoa que mexe em tudo. No Debian, tem uma comunidade bem maior. Mas para desktop por exemplo, essas distros, não são bem o que o usuário final procura. Mas são distros extremamente estáveis no dia a dia. Eu que o diga nos servidores na empresa, onde trabalho.
    O que os usuários da distro Debian falam a respeito ? Não é crítica ao Debian.
    Um grande abraço a todos ............... É uma curiosidade minha ............ :?


  2. Ubuntu 6.06 (i386,i586,i686) 1 CD (697mb)
    Kurumin+Gnome 2.02 (i386,i586,i686) 1 CD (378mb)

    na minha opinião as distros acima tem mais novidades por serem menores e mais simplificadas que a distro "MÃE" e na maioria são apenas scripts que ajudam o usuário e etc, compare o tamanho das distros de cima com as de baixo, acho que por isso demora mais para serem lançadas novas versões !

    Debian 3.1 rev 1 (i386,i586,i686) 10 CDs (6.27gb)
    Slackware 10.2 (i386,i586,i686) 4 CDs (2.54gb)

    é só uma opinião !



  3. Fala campeão!

    Eu sou um usuário Debian faz alguns anos, então eu acho que eu consigo argumentar sobre isso um pouco...

    É um fato atualmente que existem várias distribuições no mercado e cada uma possui suas características e seus padrões e, sobretudo, existem seus modelos de desenvolvimento (Assim como qualquer outra aplicação existente no mundo). A visão da Debian não é colocar algo que esteja o mais atualizado possível, porque o mais atualizado não é testado o suficiente.

    Um caso existente em algum lugar no planeta: Eu utilizo uma distribuição que quer se manter o mais atualizada possível das novidades fresquinhas do software-livre e todos os dias eu instalo algo novo no meu servidor de produção, dois dias depois da versão ter sido lançada pelo desenvolvedor. A equipe que mantém a distribuição acha legal sempre estar atualizado, faz alguns testes básicos e lançam a versão nova no repositório oficial da distribuição.

    Como eu sou um administrador de redes/sistemas que adora estar atualizado, porque atualização testada é um pilar para a segurança, vou e instalo o software mal-testado da minha distribuição utilizada.

    Seis dias depois, o sistema que funcionava perfeitamente de repente não funciona mais. O serviço fica intermitente, hora funcionando e hora não e você-não-faz-a-menor-idéia-do-que-pode-estar-acontecendo. É exatamente este o momento que você vai procurar ajuda na internet. Ajuda que não existe, porque a versão é nova e pouquíssimas pessoas estão passando pelo mesmo problema que você e geralmente estas pessoas que estão passando pelo mesmo problema não avisam a distribuição (Sejamos sinceros, 90% dos usuários de uma distribuição/software não divulgam eventuais bugs encontrados para a equipe responsável). E agora? O quê você faz? Chora? Pede ajuda para Jesus?

    É tendo em vista isso que Debian simplesmente não mantém tão atualizados os releases, porque os softwares que os compõem não estão maduros o suficiente.

    Entretanto, but, mas, convenhamos...

    Existem outros releases da Debian oficiais, como o Unstable e a Testing. A Unstable é a verdadeira área de guerra de eliminação de bugs de softwares e nunca vai tornar-se uma versão estável, mas vai selecionando os softwares neste estágio de eliminação dos bugs maiores. A Testing é composta de softwares que já foram testados na Unstable e já podem ser considerados relativamente estáveis, lembrando que esta vai ser a próxima versão estável. Para ter uma noção das versões Debian e um melhor entendimento, recomendo este link.

    A distribuição Ubuntu possui dois pilares em seus desenvolvimentos. A humanização do GNU/Linux, ou seja, torná-lo acessível e fácil para pessoas que não estão familiarizadas com o SO; e manter uma distribuição que possua os softwares um pouco menos testados, mas mais atualizados e com um intervalo de release de uma versão para a outra menor.

    A Debian ultimamente decidiu diminuir o intervalo de release entre uma versão e outra também.

    Mas, para os administradores de sistemas/servidores que necessitam utilizar softwares um pouco mais atualizados e ainda sim estáveis, existem os ports de pacotes, que podem ser conferidos aqui, mas os usuários que são caseiros e que gostam de brincar, podem instalar/atualizar a/para versão Testing em suas máquinas, e apenas com alguns poucos comandos (E algumas horas de download).

    Devo assumir que em casa eu utilizo muito pouco Debian, e sim Ubuntu. Adorei plugar meu iPod nele e funcionar sem eu ter que fazer nada, só utilizar o GTKPod.

    PS: Eu usei muito pouco Slackware na minha vida, mas não seria "Patrick" ao invés de "Paul"?

    Bem, é isso... vamos deixar aqui aberto à discussões!


    Um abraço!!!

  4. sou usuário Debian (quase ex-usuário) e Slackware, além de FreeBSD. Acredito APENAS nos BSD's para firewall/gateway/VPN's, e uso Linux no dia a dia como meu deskitópi. Pessoalmente, não gosto das *buntu e similares. Mas, voltando ao tema:

    a Debian diz que testa exaustivamente por questões de segurança. Meio estranho, para uma distro que teve DUAS invasões em menos de um ano, em servidores importantes. Mais estranho ainda (olhando pelo foco de segurança) que tenham recolocado os servidores no ar sem análise post-mortem (forensics). Para um pessoal que DIZ se preocupar com segurança, foi uma atitude irresponsável.

    Com isso fico com a Slack. A Debian tem excelentes atualizadores (apt-get e synaptic) mas a atualização é para pacotes que foram liberados hoje mas são produtos de 1954, por exemplo.

    e, corrigindo um colega aí em cima: o ESSENCIAL de ambas (Debian/Slackware) está no cd01 de cada uma. Um cd só. Os demais cd's são pacotes NÃO-ESSENCIAIS mas úteis (Debian - até cd 04) ou algo desejável por alguns (slackware, 3 e 4 contém FONTES, o essencial + útil está nos cd's 01 e 02).





  5. Excelente Artigo Stéfano (digamos assim ) ....

    Concordo com ele em gênero, número e degrau

    Penso também que ainda bém o Debian é o que é. E é só por ser assim que as novas distros se baseiam nele, porque é excelente.

    No entanto, nem sempre é tão simples para o usuário convencional, o que causa um trauma muitas vezes irremediável para o curioso preguiçoso tentando instalar seu primeiro GNU/Linux.



    Aproveitando: o irado também tem razão, irresponsabilidade, mas não diminui a importância do Debian para o mundo Linux e a revolução que as distro *buntu estão ajudando a fazer.

    Nada a acrescentar além disso.








Tópicos Similares

  1. Respostas: 1
    Último Post: 13-03-2007, 07:52
  2. Problemas com compilação Kernel (Debian / Kalango / Kurumin)
    Por Bit no fórum Sistemas Operacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 04-03-2007, 17:14
  3. Kurumin ou Ubuntu?
    Por Urbano no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 15-06-2006, 10:18
  4. /etc/rc.d/... no debian
    Por magnusrk8 no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 29-06-2005, 21:24
  5. Portas abertas no Linux Kurumin, knoppix, Debian e SlackWare
    Por heoxzy no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 21-12-2004, 15:04

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L