+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Squid usando log por ip

    Olá pessoal, estou precisando de uma aplicação e não descobri como fazer, e o seguinte:
    estou precisando separar os logs dos usuarios da internet.
    ex:
    au invez dele mandar tudo para #/var/log/squid/access.log ele separace pelo ip por exemplo ficando mais ou menos assim.

    #/var/log/squid/192.168.0.1.log
    #/var/log/squid/192.168.0.2.log
    #/var/log/squid/192.168.0.3.log
    e assim por diante para que eu possa ficar mais detalhado em cada coisa que é acessado na empresa, tem como fazer isso?

    fico no aguando falow

  2. #2

    Padrão

    Não é algo nativo do Squid em si, mas você pode fazer uso do SARG, que dá essa informação pra você. Duas outras soluções seriam utilizar os dados do access.log em planilhas (Sim, simplesmente abrir o log do Squid no OpenCalc) ou ainda utilizar o grep para criar arquivos individualizados de n em n minutos...



  3. #3

  4. #4

    Padrão

    Opa, legal saber!

    Agradeço a informação!



  5. #5

    Padrão

    Citação Postado originalmente por xstefanox Ver Post
    Não é algo nativo do Squid em si, mas você pode fazer uso do SARG, que dá essa informação pra você. Duas outras soluções seriam utilizar os dados do access.log em planilhas (Sim, simplesmente abrir o log do Squid no OpenCalc) ou ainda utilizar o grep para criar arquivos individualizados de n em n minutos...
    mas com o SARG eu tenho como ver isso em tempo real, ele me da algo a mais de informação?

  6. #6

    Padrão

    Infelizmente o SARG não te dá isso em tempo real. Geralmente o quê é feito é colocar o SARG pra rodar no CRON e ter os relatórios bonitinhos, mas ele dá um monte de informação, com estatísticas e tudo o mais. Agora, se você quiser o negócio online, existe o munin, que é uma ferramenta para gerar relatórios, resumos e gráficos em geral de qualquer coisa na sua rede, mas você tem que ir inserindo as informações nele por meio de plugins. Desenvolver um plugin pra ele é fácil, até onde eu sei, a partir do momento que você desenvolva alguma linguagem de programação um pouco mais voltada para administração de sistemas, como BASH ou PERL.