+ Responder ao Tópico



  1. #151

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Eu diria que se é pra deixar alguém em auto, deixa a torre.

    O cliente tem pouco dado pra enviar, só o upload, rajadas de 100 a 200kbps geralmente, não precisa de muita coisa.

    A torre tem que "ouvir" todo mundo, se o sinal de todos chega em digamos 54M mas em algo baixo tipo -60dBm, a torre vai ficar pedindo reenvio pra todos.

    (Porque o software NÃO se adequa como devia, o software é burro e insiste em subir de rate mesmo não tem sinal suficiente)

    Já se os clientes todos estiverem transmitindo em digamos 12V, o sinal de -60dBm será mais que suficiente pra todos esses sinais serem legíveis, a torre vai entender tudo no primeiro envio, não vai precisar pedir repetição.

    Geralmente se coloca um equipto bom na torre, rádio a 20dbm e antena de 19dBi. Isso dá 39dBm EIRP.
    Mas o equipamento dos clientes nem sempre é bom, tem muita CPE barata que só tem 17dBm de potência, se a antena é de 12dBi, isso dá 29dbm EIRP.

    Ou seja, o sinal AP>cliente será 10dBm maior que o sinal cliente>AP, logo, faz sentido que o data rate setado na torre seja digamos 36M, e o data rate setado nos clientes seja 12M.
    (Alias, são 2 motivos então, a menor potência nos equiptos dos clientes, e a menor banda necessária, digo, upload é geralmente 15 a 50% dos download)

    O cliente só tem que ouvir 1 contraparte, então a CPE do cliente consegue entender melhor caso chegue um sinal a -60dBm com data rate de 36M. Pelo menos vai entender bem melhor que se isso chegar assim no AP, que vai ter 10 ou 15 sinais chegando juntos.

    Quando tem sinal suficiente pro maior data rate (54M, já que estamos usando data rate de A e G), tipo -50dBm, se deixar o data rate automatico tudo funciona porque ele vai tender a ir pro maior data rate.

    Mas em PTMP é normal a torre receber dos clientes uns sinais ridículos tipo -65 ou -70dbm, se deixar em automático a maioria dos softwares é burro o suficiente pra usar 54M mesmo com sinal baixo, quando tem só 1 pessoa assim não tem problema, reenvia pacotes até dar certo, mas quando tem 10 pessoas navegando cada pacote é reenviado 3 vezes, ao invés de 30 pacotes por segundo são trafegados 90 pacotes por segundo, os 2MB pra abrir o site no navegador vão passar, mas vão ser tantos reenvios que vai levar 10 segundos, dá uma média de 1,6Mbps, enquanto sem reenvios de pacotes se houvesse a limitação nos mesmos 1,6Mbps não seriam 10 segundos de tráfego (Ocupação do AP), mas só 3 segundos, ocupa menos tempo do rádio e abre a página mais rápido pro cliente.


    Mikrotik ensina um pouco sobre essas perdas quando na aba Wireless a gente ativa a coluna TX/RX packets, lá dá pra ver a quantidade de pacotes enviados e recebidos. Se a conexão monitorada tiver uma CPE MK ou algo que exiba a quantidade de pacotes enviados e recebidos, dá pra olhar as perdas. Numa conexão muito boa os números serão quase iguais nos 2 lados, mas quando tem sinal ruim num dos sentidos, os numeros são muito diferentes, uma lado diz que teve 400 mil pacotes de TX, mas o outro disse que teve só 300 mil de RX, ou seja, um enviou 400 mil, mas o outro recebeu só 300 mil. Isso dá 25% de reenvio a mais que o necessário (Mas só pesa quando o AP está tendo muito pacote pra enviar, só em horário de pico talvez).



    Boa tarde amigo me fala como e feito esse calaculo de qual potência dBm usa no AP e qual potência usa no clientes


    Obrigado
    Abraço

  2. #152

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    Qual potência coloca no AP-PMTP usando clientes ate 3km e clientes proximo tipo 30metro da torre essa conta de potência eu não sei fazer pode me da essa dica vo usa Setorial ALGcom + RB922NETMETAL e no cliente SXT
    obrigado
    abraco



  3. #153

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    Citação Postado originalmente por joaopaulodelfinomc Ver Post
    Boa tarde amigo me fala como e feito esse calaculo de qual potência dBm usa no AP e qual potência usa no clientes


    Obrigado
    Abraço
    Em teoria a queda de sinal depende apenas da distância, é free space path loss, se saem 30dBm EIRP de um rádio, seja UBNT, MK ou qualquer coisa, seja 20dBm do rádio + 10dBi da antena ou seja 10dBm do rádio + 20dBi da antena, em 1km em 5,8GHz o sinal vai cair 108dBm.

    Logo, 30 - 108 = -78dbm é o sinal chegando no ar a 1km.

    Se diz que uma antena tem digamos 18dBi de GANHO porque esse é o aumento prático de sinal que terá. Se no ar tem -78dBm, ao usar um rádio com antena acoplada de 18dBi, o sinal vai aumentar 18dBm. Logo, -78 + 18 = -60dBm.

    O sinal chegando no rádio será -60dBm então.

    Se for uma CPE com antena de 24dBi, -78 + 24 = -54dBm. Mesmo sinal de -78dBm no ar, a placa da CPE pode ser até a mesma, só muda o ganho da antena.

    Eu acho mais fácil calcular em sites, digamos aqui:
    http://mayo.nuvisions.net/ubnt_link/

    Um exemplo, uma torre com rádio MIMO (E tanto faz ser Rocket, RB912, Intelbras APC 5M, ou qualquer AP com 2 chains), e uma antena de 16dBi (Tanto faz ser antena MK, UBNT, Algcom, Intelbras), com o rádio setado pra 18dBm de potência:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         exemplo.jpg
Visualizações:	112
Tamanho: 	203,1 KB
ID:      	68299

    Em 2km (1,25 milhas), se a CPE do cliente tem 16dBi de ganho, e pode ser um SXT Lite5, pode ser um Nanobeam 16dBi, pode ser uma CPE Intelbras de 16dBi, enfim, sendo dupla-polarização com 2 chains, vai ter margem suficiente até pra MCS12, afinal tem -63dBm e a sensibilidade em MCS12 de quase toda CPE com suporte a MIMO é uns -83dBm. Isso aí tem dados de UBNT, mas os chipsets de outras marcas são muitos similares, isso se não forem exatamente os mesmos, tanto faz a marca, pra efeitos de cálculo o que vale é a sensibilidade da etapa de RF, que é bem similar nos equipamentos comuns que provedor usa.

    Só que isso é o cálculo com a zona de Fresnel limpa. O uso disso aí na verdade é contrário, você deixa a torre lá por 18-20dBm pra não aquecer o amplificador interno a toa, e SE depois de instalada a CPE no cliente não deu -63dBm, e sim uns -70dBm, quer dizer que tem algo na zona de Fresnel COMENDO esses 7dBm de sinal que estão faltando. E com -70dBm não dá pra muita coisa, só MCS10 ou MCS11 com estabilidade, então se a intenção é deixar a torre fixa em MCS12, a única solução é não usar nesse cliente uma CPE de 16dBi, e uma uma de maior ganho, tipo 20-23dBi.

    Já se o cliente tem a CPE de 16dBi a apenas 200m da torre, como o sinal seria altíssimos -43dBm chegando na torre, pra equalizar ele em relação aos clientes mais distantes, você BAIXA a potência desse cliente, coloca no setup em digamos 1dBm ao invés de 20dBm, aí terá sinal 19dBm mais baixoc (Afinal você baixou a potência do cliente em 19dBm), vai cair de -43 pra -62dBm, é sinal ok pra digamos MCS12.

    No AP você meche APENAS 1 vez, configura pra potência baixa e segura tipo 16-20dBm, eu recomendo 17dBm como padrão. NUNCA MAIS mexa nisso, se um cliente tem sinal baixo, aumenta a antena dela, não mexa no AP!

    A CPE escolhida pro cliente depende da distância dele da torre, faça o cálculo no site com valores na direita tipo 8dBi, 12dBi, 14dBi, 16dBi, 20dBi, e veja em que distâncias terá digamos -60 a -65dbm caso queira usar MCS12 como padrão no AP. Só que... com o tempo você vai pegar o jeito, ir na casa do cliente, e se a visada não parecer ter a zona de Fresnel totalmente limpa, vai usar CPE de ganho maior que o idealmente necessário.

    Na prática o jeito é botar a CPE, e ver que sinal tem. Se tem sinal abaixo do calculado, não é que o cálculo está errado, e sim que a visada não é totalmente limpa, e as 2 soluções possíveis são:

    1- Demolir as casas no caminho e podar as árvores no caminho

    2- Simplesmente botar uma CPE de ganho maior nesse cliente.

    Até eu, que sou fã de demolir cidade feia e não-planejada, recomendo seguir a opção 2, botar CPE com antena de ganho maior. Se tem sinal -80dBm e precisa sinal 20dBm maior, se hoje tem antena de 16dBi, então precisaria colocar antena de 36dBi (16+20 = 36), obviamente NESSE CASO a visada deve estar bem comprometida e não dá pra atender esse cliente, é bem simples essa questão, fala pro cliente que não dá pra atender ele porque tem construções na frente, e que a casa dele não é alta o suficiente (Já nem comece a instalar CPE a só 20cm acima do telhado, pegue o hábito de usar pelo menos 1m acima! Tubo 1" chapa 18 custa uns R$ 30, dividindo em tubos de 1,5m dá R$ 7,5 por cliente! Isso é 3% do custo de uma CPE! Usar tubo curto é uma economia muito burra, ferra sua rede por uma economia pra lá de insignificante!).

    Enfim, o cálculo é útil, mas é mais útil pra você ir aprendendo na prática o poder da zona de Fresnel parcial. Não tem como calcular no olho qual a zona de Fresnel, nem com binóculo dá pra ter precisão, o jeito é instalar e ver na prática o quanto ficou abaixo do cálculo (E se ficou 20dBm abaixo do calculado, vá no oculista, essa visada está pra lá de ruim e você não viu? Nem se TENTA instalar nada quando a visada é visivelmente obstruída demais, é perda de tempo, ferra a rede com bobeira).

  4. #154

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    @rubem você pode passa um e-mail o WhatsApp que consigo fala com vc?



  5. #155

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    @Haylan, Boa noite amigo primeiramente parabéns pela sua rede ccq 100% pode me da umas ajuda to começando agora e tenho muitas dúvidas qual potência vc usa no Ap e vc usou mcs 11 e no cliente vc usa qual mcs pode ajuda fico grato

  6. #156

    Padrão Re: Ajuste de MCS do MikroTik RouterOS

    @rubem você me fala que no AP a potência transmissão do radio tem fica em 20dBm eu vou usa clientes so ate 3km e o radio e uma RB922NETMETAL