+ Responder ao Tópico



  1. #61

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Eu utilizo TDMA em minha rede e sei muito bem o que faço e o que falo.

    Experiências são individuais, então não espere que todo mundo seja igual a você.

    Mas, vamos adiante, pois quero ver a experiência prática (não um monte de texto) dos amigos, e poder trocar ideia melhor.

  2. #62

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por FernandoB Ver Post
    Pessoal, estive uns dias fora e estou feliz em ver o progresso do tópico com pessoas mostrando resultados reais e gostaria que todos dessem uma atenção especial ao que vou escrever.

    Depois de ler muita coisa aqui percebi que resumidamente que alguns criticam o TDMA e dizem que em ambiente ruidoso o 802.11 fica melhor mas mesmo assim fica ruim...Por favor, sejamos sensatos, nem um rádio aqui faz milagres e o que costuma acontecer é que a maioria mete a potencia no talo e ai o 802.11 fica melhor mas ainda assim detona com tudo....o técnico que tem essa atitude deveria deixar de trabalhar com redes e ir fazer racha de som ai sim a potencia é que manda....estamos falando de comunicação e entre outras coisas que ninguém fala aqui o TDMA em seu conceito não engloba as inúmeras diferenças que cada fabricante implanta em conjunto com seu protocolo, se não fosse assim todos os TDMA de todos os fabricantes estariam funcionando juntos...

    A realidade que ninguém fala é que o a interferência está extremamente alta por que muitos técnicos perna de pau ignorantes metem a potencia no talo e não imaginam o mal que fazem, para esses caras eu desejo que a ANATEL meta um multa bem legal para que o jumento que faz esse tipo de coisa aprenda que comunicação Wireless não é racha de potencia...e os mesmo imbecis que fazem isso ainda reclamam que o ambiente ta poluído é muita sacanagem!

    Para quem não sabe ainda é muito óbvio que os protocolos TDMA de cada fabricante trazem de bagagem em sua maioria a redução dinâmica da potencia de transmissão e é por esse motivo que o TDMA só funciona bem com canais livres o que também é óbvio que se todo mundo usar TDMA a poluição seria extremamente menor!!! Mas tem gente que não tem capacidade de pensar no bem dos outros e só quer que o concorrente se F... ai não percebe que essa atitude de colocar 802.11 e potencia extrema ferra com todos inclusive com ele mesmo....

    Por favor pessoal, vamos colocar a cabeça pra funcionar e parar de querer ressuscitar os mortos "802.11" por que isso seria o inferno para todos, salvo aqueles que sabem que não devem colocar potencia acima do permitido, mas ele também sabe que não é DEUS para ficar cuidando 24h por dia todos os clientes e ajustando quando necessário...por isso os engenheiros trabalharam e desenvolveram outros protocolos para atender a demanda ... para que esse ajuste seja automático ... e você possa ter descanso nas horas vagas, assim como eu tenho aqui.... mas ainda existe uns retardados que acham que isso é besteira... cara ... na boa se tua acha que isso é besteira cria vergonha e vai estudar! Para os que me compreendem meu salve!
    Me sinto na obrigação de comentar seu post porque fui "citado" indiretamente quando vc comenta que alguns preferem usar o 802.11 em ambientes ruidosos porque funciona "melhor", já que comentei isso. Mas qual equipamento é esse que vc menciona que existe um controle automático de potência quando se usa TDMA? Já que vc menciona isso como uma redução na qualidade do serviço ao usar TDMA, uma redução automática de potência e uma "possibilidade" de usar maior potência em 802.11?? Uso Ubiquiti e Mikrotik e nada disso é verdadeiro! Em ambas marcas não existe aumento nem redução de potência em nenhuma das tecnologias, seja 802.11 ou TDMA. O relato que eu dei, ao usar TDMA em ambiente muito ruidoso aconteceu em 2.4Ghz, 20dbm de potência, com antena de 11dbi com potência igual em ambos modos. Nos Ubiquiti Airmax M a potência é fixa em ambos modos de acesso e não existe nada automático com relação a potencia emitida a não ser quando se usa auto ajuste de EIRP, mesmo assim as potências são iguais tanto em TDMA quanto em 802.11.

    Eu uso hoje Airmax, NV2 e 802.11, dependendo da situação, não defendo um ou outro tipo de acesso, mas sim todos.


    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Burrice pra mim é se ALGEMAR a um fabricante apenas.

    Nenhum padrão de conexão pra clientes, seja ADSL, wimax, LTE, tem essa pataquada ridícula de o cliente ser OBRIGADO a comprar equipamento da marca que o provedor escolheu.

    Aí você mora na cidade ou bairro X, o único provedor te obriga a comprar a obscura marca Y (Digamos Cambium), ao se mudar pro bairro ou cidade Z vai fazer o que com a CPE da marca obscura se naquela região só tem provedor usando Airmax da Ubiquiti? Ai depois você se muda pra outro bairro ou cidade onde tem outro provedor limitado usando só NV2 da MK, se for comprando tudo quando é equipamento por onde passa logo vai ter gente com mais equipamento em casa que uns pequenos provedores.

    Com ADSL você usa o modem que quiser, sem essa firula ridícula de ter que comprar a obscura e caríssima marca X ou Y. Com conexão móvel compra qualquer marca de dongle USB ou placa mini-pcie (Ou tablet ou smartphone). Com 4G idem. Com fibra idem, com HPNA idem, é só respeitar a versão dos padrões e pode comprar qualquer porcaria de marca, sem TER QUE comprar justo as marcas mais caras.

    Eu não deixo a operadora de ADSL ou de telefonia móvel meter o bedelho nos MEUS equipamentos de jeito nenhum, compro o que quero (O mais barato, pra ser mais exato), mas aquela marca que só aquela operadora X ou Y sabe-se lá porque resolveu usar.

    Quem quer usar protocolos proprietários que só existem em produtos obscuros de marcas nanicas no Brasil tem que fazer comodato grátis de equipamento. É muito bom jogar toda a despesa pro cliente, obrigar ele a comprar produto pra lá de obscuro tipo Cambium, que só poderá usar se ficar como árvore plantado na mesma vizinhança a vida toda.

    Função de protocolos da IEEE é justo permitir variedade de preços e features, cada um compra a marca ou modelo que quiser, não o que o provedor quer.

    Quero ver um provedor que tem cacife pra bancar 1500 CPE's de marca obscura e protocolo proprietário em comodato. Se não tem, não pode passar a conta pro cliente pagar, questão de ética, se você escolheu uma marca obscura e cara, você é que tem que pagar o custo extra dela. Quem escolhe paga, o consumidor vai sempre escolher a opção mais barata se tiver opção.

    Talvez dê até pra acionar o Procon quando se é obrigado a comprar produto de uma determinada marca, e que não é usada em outros provedores por perto, se essa for a única forma de usufruir de um serviço prestado.

    (Alias, até TV via satélite, o aparelho vem em comodato, mas se na hora de ativar você botar o cartão num AZbox pirata da vida, e passar por telefone o serial dele, se for um serial válido vai ter TV por assinatura num receptor seu, antena obviamente pode ser sua (E tem que ser, já que instalam coisa nanica tipo 90cm pra pacotes HD), só precisa usar o cartão da operadora. Ou seja, mesmo onde tem praticamente 100% dos receptores em comodato, nenhuma operadora se preocupa em usar protocolos proprietários, até porque ELA MESMA não quer ser besta de ficar algemada em alguma marca, ela mesma compra de várias marcas, produto com features X vem da marca Y, com as features Z vem da marca J, e assim vai. Não lembro de nenhum serviço de telecom em massa que exige marca que suporte algum protocolo proprietário, todos usam os padrões da IEEE, afinal padrões servem justo pra isso, pra não ser escravo de uma marca)

    O que está errado é usar os protocolos 802.11 em PTMP em ambiente poluído ou grandes distâncias, ele não nasceu pra isso, e qualquer modificação sempre continuará tendo retrocompatibilidade com os primeiros protocolos de 17 anos atrás.
    Verdade Rubem, é uma burrice sem tamanho se prender a um fabricante apenas, mas é o que temos! Como vc disse, 802.11 não foi feito para uso outdoor e um por aí já disse, que demos um jeitinho e acabamos por fazer "funcionar". Sendo assim, colocamos o 802.11 na rua e descobrimos seus problemas. Reduzimos as distancias e os problemas diminuiram. Vieram os protocolos proprietários pra corrigir alguns desses problemas, mas que iludiu muita gente achando que tava tudo resolvido e podíamos agora fazer o que quiser, instalar cliente de qualquer jeito e qualquer distância. Eu mesmo conheço um provedor que chegou "arrebentando" aqui na minha cidade, em 2011. Chegou divulgando a "Internet Digital" e no seu site alardeava a tecnologia "novíssima", TDMA... Esse provedor acreditou na UBNT, prometendo 100 clientes por setor, cliente ruim que não afetaria o setor... e este começou a vender mais mega que todos concorrentes, prometendo estabilidade e tudo mais, vendeu muito, muito mesmo, vi muita instalação porca com Airgrid e ainda por cima torre deles era bem "longe", minimo de 3km dos clientes e não passou muito tempo pro filme deles ficar queimado na região, eles venderam o provedor em 3 anos e hoje quem assumiu não tá aguentando querendo passar pra frente. Já perderam muitos clientes... Enfim, o que quero dizer com isso, é que tem muita gente ainda que acha que TDMA faz milagre! Mas quem ainda tem clientes muito longe da torre, eu considero longe ja acima de 1km, os protocolos TDMA tendem a dar uma ajudada, mas não resolve tudo. O que ajuda mesmo é ter setores bem curtos e bem posicionados em relação aos clientes, com todos clientes praticamente todos se "enxergando", mas infelizmente nem sempre dá, conseguir espaço pra varias torres nem sempre é fácil...

    Eu uso NV2, AIRMAX e 802.11N, mas preferiria outra coisa melhor e no mesmo custo, caso existisse. Aí temos que ficar nas gambiarras criadas pelos fabricantes pra coisa funcionar um pouco melhor. O dia que eu puder, se conseguir me manter nesse ramo, é ter uma "via dedicada" pra cada cliente, ou seja, tudo cabeado e mínimo de clientes atendidos por rádio.



  3. #63

    Padrão

    Citação Postado originalmente por FernandoB Ver Post
    Amigo, me desculpe, pensei que por sua experiência a gente poderia deixar de falar coisas óbvias que todo mundo sabe, assim como todos os carros fabricados por todas as marcas tem 4 ou mais pneus e motos tem 2 é tão obvio quanto essa discussão sem nexo do óbvio que o amigo esta batendo na mesma tecla, caramba se é uma das tecnologias wireless mais antigas que existe então acho que o amigo está perdendo tempo tocando no assunto....a não ser que minha concepção a respeito de nossas discussões esteja equivocada...Penso que dedicamos nosso tempo aqui no fórum para pensar adiante, descobrir coisas novas, melhorar e ir para frente e não para andar para trás...trazendo atona coisas óbvias e extremamente massantes que não nos acrescenta NADA!

    Estamos aqui todos, eu espero que sim, tentando equalizar nossas idéias em busca de um bem maior para todos os interessados e quem mais que venha depois.

    A respeito de minha colocação de não misturar tecnologias também amigo acho óbvio demais e a sua insistência em continuar rebatendo novamente o óbvio é chata...se o amigo não consegue entender uma colocação tão miserável que eu fiz, me admira como consegue ter todo esse prestígio aqui no fórum.

    Para quem chegou agora e não sabe do que se trata vou resumir, eu falei antes que misturar "marcas" num mesmo painel é idiotice já que você é obrigado a usar o velho 802.11 que é o protocolo comum entre todos e obviamente fica impedido de aplicar quaisquer melhorias que um protocolo diferenciado traria, do contrário se usar todos da mesma marca é opcional usar quaisquer protocolos disponíveis. Resumindo, temos duas opções...A inteligente e a idiota, cada um escolhe a que achar que lhe convêm!

    Acho que se o amigo não entender agora que o que vêm falando aqui sobre 802.11 é extremamente desatualizado, então terei que desenhar ou fazer um vídeo...ou então abrimos um tópico RETRÔ para que o amigo explane as suas idéias e deixem em paz as pessoas que pensam em melhorias e no futuro.
    Não gosto de fazer referencia aos posts copiando todo o texto dos companheiros. Normalmente eu edito e colo só a parte diretamente relacionada, mas me permito neste caso colar todo os textos.
    Quero inicialmente pedir desculpas a comunidade pela maneira como vou me dirigir. Não faz parte da minha personalidade usar de palavras duras. Quem me conhece aqui nestes anos todos sabe que procuro sempre ser ponderado. Defendo minhas ideias mas não sou dogmático. Defendo com argumentação...
    Mas no seu caso específico onde usou idiota e outros termos chulos de forma direta e desde o ínício no primeiro post tem me irritado sim..
    Basta ver sua primeira participação onde já de cara entrou de sola com o @rubem que de forma bem equilibrada fez de conta que não viu.

    E já que você agora se explicou de outra forma a qual eu concordo com os argumentos e não com a forma de escrever, tomei a liberdade de reproduzir seu post logo abaixo onde você fala de que misturar marcas não presta. Mas você não foi específico em separar o que é 802.11 puro e o que é outros protocolos. Quem veio citar fatos óbvios foi você ao comentar algo que todo mundo já sabe que não são compatíveis os protocolos tdma de cada fabricante.

    Quem agora tentou explicar de outra forma o que foi escrito inicialmente foi você. Você disse agora que escreveu isto: "eu falei antes que misturar "marcas" num mesmo painel é idiotice já que você é obrigado a usar o velho 802.11 que é o protocolo comum entre todos e obviamente fica impedido de aplicar quaisquer melhorias que um protocolo diferenciado traria, do contrário se usar todos da mesma marca é opcional usar quaisquer protocolos disponíveis."
    Se voce tivesse escrito isto com certeza teria evitado toda esta conversa. Mas sinceramente, não foi isso que você escreveu e nem deu a entender. Até porque se sua colocação ao dizer que não se deve misturar fabricantes estava se referindo aos protocolos proprietários isso seria tão óbvio quanto qualquer outra citação. Você foi categórico em condenar misturas de fabricantes independentemente de protocolos. E este pensamento eu já tenho visto em outros tópicos onde alguns criticam o uso de duas marcas líder mesmo usando 802.11.

    Se eu não tive a "capacidade" de absorver seus pensamentos, lamento...pois não sou vidente.

    Por outro lado "sua idiotice" (utilizando seus próprios termos) não permitiu ver que eu nunca defendi que o 802.11 é superior, mesmo quando outros companheiros citaram casos de sucesso.

    Nunca que uma tecnologia mais nova e já consagrada seria superior ao velho 802.11 . Isto até uma criança entende.
    Então não me venha com esta "balela" de que eu estou insistindo na mesma tecla pois isto não é verdade . Tenho citado em todos os posts que misturar fabricantes em 802.11 é perfeitamente normal e não faz a menor diferença. E também citei o "óbvio" de que não seria o mesmo caso em TDMA.

    Perdoe-me a comunidade do Underlinux por me exceder no palavreado.

    Citação Postado originalmente por FernandoB Ver Post
    Amigo, vi sua resposta muito bem escrita mas bem confusa para quem tem pouco conhecimento e também falta algumas coisas ai, gostaria de acrescentar algumas coisas práticas que fazem toda diferença.

    Não dá pra comparar em paralelo os protocolos TDMA de cada fabricante na prática é diferente da teoria. Na prática UBNT Airmax exige CCQ% acima de 95 para que exista estabilidade na rede, se tiver apenas 1 cliente ruim o negócio fica feio pra todos, sem contar que a configuração de MCS é um lixo ele fica trocando atoa e acaba por piorar tudo...Resumindo UBNT só funciona com baixo ruido e ccq e sinal sempre bons em todos os clientes, funciona super bem e não dá problemas até que algum cliente fique ruim ai a coisa fica bem feia.

    Já o nv2 da Mikrotik na prática é muito superior pois os clientes que não estão trafegando ficam em uma espécie de "stand by" e conforme começa a trafegar vai aumentando o MCS e potencia conforme o necessário tanto em PTP como PTMP ele se nivela automaticamente, se acaso tiver algum cliente com visada ruim ou interferência o impacto será extremamente menor do que comparado a UBNT Airmax, isto na prática! No uso de nv2 não é possível saber o CCQ do cliente já que ele oscila conforme a demanda.

    Por ultimo gostaria de explicar as situações citadas.

    "50 clientes simultâneos em RB912, misturando UBNT e Intelbras"

    Você pode colocar até mais só que ficara impossibilitado de usar qualquer TDMA e terá que ajustar manualmente MCS e potencia em cada cliente e no painel será uma bomba relógio, pois qualquer interferência externa vai desestabilizar tudo, sem contar que dependem novamente do CCQ acima de 95%, a vantagem do Mikrotik em cima dos outros neste ponto é que é possível colocar um filtro para que se por ventura algum destes clientes vier a ficar com sinal ruim por qualquer que seja o motivo o mesmo irá ficar off impossibilitando que conecte com sinal ruim.

    Já "Rocket XW com Airmax tá tendo mil reclamações com só 25 simultâneos" é o simples fato que esses rádios da UBNT são uma porcaria quanto a captação de ruido podem comparar lado a lado com um Mikrotik e verão, se este cara tiver apenas 1 cliente com ccq baixo já seria problema, mas pelo jeito da explicação tem mais de um...como já expliquei não vai funcionar ao menos que esteja com um canal limpo e CCQ acima de 95% em todos.

    Afinal é idiotice misturar Intelbras, Mikrotik e UBNT e mais sei la o que....já que cada fabricante tem seu projeto e engenharia que demorou anos para desenvolver algo eficiente para melhorar o desempenho ai vem o "gênio" e acha que isso tudo é besteira e resolve ignorar anos de pesquisa e trabalho e coloca tudo misturado....Parabéns....

    A teoria é fácil, é só você pesquisar no Google ai que você acha tudo que quiser, mas palavras lindas não resolvem problemas práticos, no campo a coisa é bem diferente. E prática só se adquire com esforço, tempo e trabalho duro!

  4. #64

    Padrão Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Ótimas palavras 1929, na verdade você foi o único que teve a coragem de rebater esse palavreado chulo do Fernando, e outra coisa: ele me parece daquele tipo de pessoa que só fala e não faz nada. Eu tentei apresentar meus casos de sucesso com 802.11N usando argumentos factícios, com gráficos que poderiam comprovar minha afirmação. Mas até agora ele só fala e não apresentou nada ainda, nenhuma argumento que comprovasse toda essa teoria dele (teoria que todo mundo sabe e óbvia demais pra ele ficar transcrevendo aqui, até parece professor de ensino fundamental).



  5. #65
    Avatar de FernandoB
    Ingresso
    Mar 2012
    Localização
    Lucas do Rio Verde - MT
    Posts
    137
    Posts de Blog
    2

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Primeiramente quero responder ao amigo @raumaster que pede qual equipamento regula a potencia em TDMA é o Mikrotik pra quem não sabe ou não comprovou ainda ou não leu meus primeiros posts ou meu blog passe lá e veja, assim quanto tenho tempo vou postando novidades que fazem toda diferença! Um abraço para o amigo e peço ajuda para combater esses fanáticos conservadores.




    Citação Postado originalmente por avatar52 Ver Post
    Ótimas palavras 1929, na verdade você foi o único que teve a coragem de rebater esse palavreado chulo do Fernando, e outra coisa: ele me parece daquele tipo de pessoa que só fala e não faz nada. Eu tentei apresentar meus casos de sucesso com 802.11N usando argumentos factícios, com gráficos que poderiam comprovar minha afirmação. Mas até agora ele só fala e não apresentou nada ainda, nenhuma argumento que comprovasse toda essa teoria dele (teoria que todo mundo sabe e óbvia demais pra ele ficar transcrevendo aqui, até parece professor de ensino fundamental).

    Como o nosso excelentíssimo "Olavo de Carvalho" diz em um de seus vídeos ensinando as pessoas a fugirem da alienação eu digo...Estou "cagando e andando" para sua revolta...Se qualquer um aqui tem dúvidas sobre o meu trabalho venha me visitar aqui em Lucas do Rio Verde-MT, NUNCA falei de teoria diferentemente dos amigos ai que devem copiar um monte de coisa da wikipedia eu falo apenas sobre fato que eu vivenciei. A sua irritação deve deve ser dar pelo fato de que a verdade dói... Qualquer um consegue fazer qualquer protocolo funcionar bem em um ambiente adequado por isso eu digo que é obviamente dispensável seu sucesso ao usar 802.11, se estamos mais de uma década a frente de suas "descobertas" de que o 802.11 funciona isso ai é passado! A não ser que eu esteja debatendo com alguns conservadores...ai daqui a pouco vão querer voltar a usar Dial-UP. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Os amigos não se dão conta que ficar falando abobrinha sobre 802.11 só confunde a cabeça das pessoas que estão aqui no fórum para aprender?

    Para quem chegou agora e está lendo isto eu digo...evitem ao máximo usar 802.11...como o amigo ali não tem coragem de explicar o motivo pelo qual o 802.11 detona com o ambiente e enche de poluição e interferência...o amigo parece desconhecer o prejuízo enorme que o 802.11 traz para quem usa e para os demais que compartilham o mesmo espaço...o amigo parece não saber absolutamente nada sobre irradiação e ressonância e nada de nada para estar falando besteiras aqui...Eu estou usando um palavreado "pesado" sim para defender as centenas de pessoas que vêm aqui no fórum e ler sobre as besteiras que o amigo coloca sobre 802.11 e achar que é bom usar 802.11...Em outras palavras o amigo está ensinando os leitores a fazerem um inferno de poluição e interferência, ensinando a destruir o ambiente de trabalho de forma a terem um prejuízo enorme mais tarde....

    Se o amigo não tem vergonha de fazer tamanha maldade com os demais colegas e leitores eu tenho sim! E para quem mais que esteja com "a pulga atrás da orelha" com o amigo defendendo 802.11 eu posso fazer um livro citando fatos pelos quais ele não é mais usado e deve ser evitado a todo custo! A não ser que os o amigo seja dono de provedor a cabo ou fibra e queira mesmo que os concorrentes se ferrem.

    Se o amigo não encontrou até agora alguém com capacidade intelectual para ter uma conversa ao nível então saiba que eu estou aqui para defender o bem de todos e não pra puxar o saco de qualquer um metido a besta...

  6. #66

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Só pra constar, estou destruindo o rádio da minha rede e quase tudo está migrado pra FTTH e ADSL. Então, pode ser que eu esteja querendo ferrar alguém mesmo.



  7. #67

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por FernandoB Ver Post
    Primeiramente quero responder ao amigo @raumaster que pede qual equipamento regula a potencia em TDMA é o Mikrotik pra quem não sabe ou não comprovou ainda ou não leu meus primeiros posts ou meu blog passe lá e veja, assim quanto tenho tempo vou postando novidades que fazem toda diferença! Um abraço para o amigo e peço ajuda para combater esses fanáticos conservadores.


    ..
    Vc está enganado. Os Mikrotik nenhum q eu conheça tem TPC - Transmission Power Control. O que existe nos Mikrotik quanto UBNT ou outro é redução de potência ou aumento de acordo com a modulação selecionada pelo rádio, automaticamente ou manualmente pelo tecnico. Isso é normal de qualquer radio ja q não são capazes de transmitir na potência máxima no MCS mais elevado, apenas nos mais baixos, mas isso em nenhum momento pode ser chamado de controle automático de potência propriamente dito, que é um sistema no qual reduz ou aumenta a potência de forma automatica tentando manter o sinal num nível pré determinado, vc define por exemplo -65dbm como minimo e o radio vai ajustar a potencia pra tentar manter esse nivel de sinal. Os ultimos ubiquiti com firmwares mais recentes tem isso, tpc - procure sobre transmission Power Control.

  8. #68

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Intelbras eu lembro de ter visto TPC.



  9. #69

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    A Intelbras chama de ATPC, de automático, como se TPC pudesse ser manual.

    Acho que só tem na linha que vem da Deliberant/Ligo, nos WOM e cia não tem (Ou não teve uns firmwares atrás, quando todo APC já tinha).

    TPC em PTMP é de utilidade duvidosa mesmo, quando tem um ou outro cliente de sinal ruim vai aquecer o amplificador de potência por pura bobeira. Num mundo irreal onde ninguém constrói nada novo, e árvores não crescem, tudo fica igual ao dia da instalação, mas no mundo real tem construção nova todo mês, tem árvore crescendo 2m por ano, logo logo a zona de Fresnel vai estar parcial e o sinal vai cair, usar alta potência pra tentar melhorar o CCQ num local desse não faz efeito. UBNT e MK não se preocupam com TPC acho que por isso, consome processamento, pode gerar calor demais no amplificador, e só tapa o sol com a peneira.

    (Que tem muita cidade empacada no tempo, onde não se constrói nada, nem tem 2 árvores por habitante, até tem, mas acho que é minoria, a maioria tem zona urbana em constante mudança, se usar mastro pequeno tipo 1m em cima de telhado é difícil passar 2 anos sem aparecer uma obstrução na frente. Se a cada mudança tem que ir no cliente refazer a instalação, então pra mim morre totalmente a automatização que TPC daria, digo, TPC nessa hora não vai conseguir resolver o problema físico. E se a utilidade de TPC não é lidar com mudanças no ambiente, e sim facilitar a instalação, também não faz sentido pra mim, se o ambiente não muda então você configura uma potência hoje (Conforme RX no outro lado) e não precisará mais mudar ela enquanto nada físico na zona de Fresnel mudar. Talvez TPC facilita a vida de anteneiro que nem quer olhar nível de sinal na contraparte, mas quem não olha isso certamente vai ter preguiça de olhar outros detalhes (Especialmente não vai cuidar zona de Fresnel) e terá uma rede bem ruim de qualquer forma)

  10. #70
    Avatar de FernandoB
    Ingresso
    Mar 2012
    Localização
    Lucas do Rio Verde - MT
    Posts
    137
    Posts de Blog
    2

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    @raumaster Como o amigo explicou na sequência me poupando tempo, obrigado @rubem que explica como TPC somente só faz sentido em PTP e não em PTMP, mas sim o controle de potência que está relacionado ao MCS é muito útil e eficaz, obviamente que não faz milagres com clientes sem visada mas ajuda a diminuir a poluição e melhora sim o desempenho pelo fato de que concentra o potencial do equipamento aos clientes ativos no momento e que sabemos que é raro ter todos os clientes ativos em um mesmo painel, sempre tem aqueles clientes que fazem uso em horários alternados, essa é a ideia....Aumentar o desempenho do equipamento reduzindo a potencia e o processamento desnecessário quando os clientes não estão navegando.

    Mais uma vez eu digo, indiferente da marca do equipamento só por que ele tem uma caixinha la com uma opção interessante marcada isso não é garantia de que funciona...se ambos hardware e software não forem igualmente bons nada irá funcionar...o que vemos diariamente são rádios com firmwares embarcadas que são uma bomba relógio e este é o principal motivo pelo qual defendo Mikrotik eu acredito que quanto a software em seu nível de custo x benefício não vi outro que possa lhe superar.



  11. #71

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Ja testei em campo 80211 é superior
    Consegue um data Rate mais altos

  12. #72

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por marcelorodrigues Ver Post
    Ja testei em campo 80211 é superior
    Consegue um data Rate mais altos
    Discordo, se tiver PtP sim, porem para PtMP NV2 é bem superior.



  13. #73

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Não tem muita diferença prática não, é mais teórica mesmo. Na prática TDMA vai dar ping menor nos demais quando tem 2 ou 3 clientes ruins, enquanto OFDM comum piora a rede toda por causa de 3 clientes perdendo pacotes.

    Pessoal as vezes confunde OFDM com OFDMA. Wifi usa OFDM, todas as portadoras são usadas pra transmitir pro mesmo cliente. Quem usa OFDMA é wimax, onde umas portadoras vão pra um clientes e outros pra outra (Transmissão simultânea pra múltiplos clientes).

    O que temos em UBNT e MK na verdade é OFDM-TDMA (Enquanto o padrão é OFDM-CDMA). Ainda tem o diagrama da constelação, tem as portadoras, mas muda a organização interna do envio do pacote, ao invés de enviar um pacotão pro cliente, enviar parte de cada pacote pra cada cliente, ou de cada pacote rumo ao mesmo cliente.

    Isso evita que 3 clientes com perdas de pacote derrubem demais a qualidade da conexão dos demais, mas não faz milagres, por isso o protocolo da IEEE usam OFDM-CDMA.

    Pra comunicar com vários clientes ao mesmo tempo, teria que ser OFDMA mesmo, o MA é de multiple acess (Enquanto o M de OFDM de multiplexation), isso só existe em padrões moveis tipo wimax e cia (Wifi não é móvel, móvel é poder trocar de AP sem cair a conexão nem demorar). Entre OFDM-CDMA e OFDM-TDMA só muda a organização do envio, mas o resultado é muito similar, em rede boa TDMA tem suas vantagens, mas em rede ruim vai ter que repetir pacotes igual, e o tempo e processamento gasto serão até maiores, deteriora a conexão igual.

    Não tem como evitar, precisa ter rede boa, com todos os clientes com qualidade (Nada de "Ah, mas são só 3 pessoas com CCQ de 80%"). E se fizer isso OFDM-CDMA já vai garantir qualidade alta, OFDM-TDMA melhora um pouco uns throughouts mas as vezes aumenta ping (Pro pacote inteiro chegar demora mais, porque a fila tem espaço pra sincronias e preâmbulos igual cdma, o tempo perdido com o que não é payload é o mesmo), coisa tipo 1 ou 2ms a mais, não é preocupante pra maioria já que estabiliza tudo (Não tem 1 com 12ms e outro com 2ms), mas no fundo você está trocando uma vantagem por outra.

    Em rede meia-boca isso é um tiro no pé, por isso o padrão da IEEE não oficializa, pra IEEE tem que ser padrão que rode na mão de senhorinha com tudo no default, com 3 AP's no mesmo canal (Maldito default), com 5 paredes no meio do caminho. OFDM-TDMA seria um completo lixo no uso doméstico típico, precisa rede muito boa pra fila de códigos gerar economia de tempo, porque a quantidade de bits por Hertz é a mesma, e a quantidade de bits pra transmitir é a mesma, só muda a forma de ordenar/organizar.
    Rubens qual a diferença então de MU MIMO e OFDMA? Qual tem maior eficiência?

  14. #74

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Como uma obrigação de OFDM continua sendo usar todas as portadoras a cada transmissão, OFDM MU MIMO simplesmente transmite pra múltiplos clientes usando chains diferentes. No caso de provedor que usa dupla-polarização, com um chain por polarização, no máximo MU MIMO vai transmitir um pacote pequeno pra 2 clientes ao mesmo tempo. Em roteadores domésticos com 4 chains aí sim eles vão transmitir pra 4 smartphones ao mesmo tempo, mas cada chain usa TODAS as portadoras pra transmitir que seja 1 byte apenas.

    Já em OFDMA como pode usar só uma parte das portadoras, um provedor wimax pode transmitir na MESMA polarização 3 ou 4 pacotes pequenos pra 3 ou 4 clientes, porque umas portadoras tem dados pro cliente 1, outras portadoras pro cliente 2, e assim vai, não precisa esperar a transmissão do cliente 1 pra começar a transmissão do cliente 2, caso o cliente 1 use pacotes pequenos que não usam todas as portadoras o chipset (E o software nele) sabem separar só a quantia necessária de portadoras pra aquele pacote.

    Ou seja, OFDMA permite menos "sujeira" no canal, dá pra ter mais de uma torre por perto usando o mesmo canal porque eles tem essa liberdade de transmitir em cima dos outros, enquanto wifi (OFDM seja mu mimo ou não) sempre espera uma "vaga" do canal pra transmitir (Afinal a chance de casas vizinhas o ocuparem o mesmo canal é gigante, mas tem baixíssimas chances de 2 torres de provedores wimax usarem o mesmo canal ficando perto demais uma da outra).

    Pra provedor a coisa complica porque trabalhamos por polarizações diferentes, o conceito de chain tá muito ligado à polarização, mas em roteador doméstico as antenas estão todas juntas, o conceito de chain tá mais pra "stream", por isso falam que com MU Mimo pode ter tipo 4 streams pra 4 clientes diferentes, mas isso é válido pra um rádio com 4 chains, se for rádio só de 2 chains ele terá só 2 "streams" simultâneos pra 2 clientes (Smartphones ou notebooks, que tem antena com baixa rejeição à polarização cruzada).

    Não sei como fica o futuro do provedor via rádio, se vai ter produto MK e UBNT com 4 chains mas em 2 saídas, pra usar em antena dupla-polarização pra atender mais cliente em MU-MIMO, mas aí toda CPE teria que suportar isso no chipset ou firmware (Talvez seja só atualizar firmware de SXT AC ou Litebeam Litebeam AC, ou talvez já até suportem em modo cliente), mas roteador de mesa que faz isso funciona ok pra quem precisa muita banda em vários aparelhos, mas estamos falando de roteadores de R$ 300 pra meia duzia de devices, provavelmente um hardware pra provedor pra fazer isso pra 50 clientes seria coisa de R$ 1200 só o rádio (Hoje custa R$ 600, é uma grande diferença, talvez compense se permitir vender planos maiores), minha dúvida é o comportamento outdoor disso, em longas distâncias, porque sem MU Mimo as vezes precisamos aumentar muito o ack timeout pro chipset/software não ficar processando pacotes refletidos, nesse caso teria o dobro de pacotes pra ignorar, não sei se o software dá conta de ignorar tanto pacote (Ele tem que analisar parte do pacote antes de ignorar, isso já come processamento) sem comer rios de processamento, os chipsets de RF de R$ 10 talvez vão precisa upgrade pra uns de R$ 70.



  15. #75
    Avatar de FernandoB
    Ingresso
    Mar 2012
    Localização
    Lucas do Rio Verde - MT
    Posts
    137
    Posts de Blog
    2

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    @marcelorodrigues Desculpe amigo, mas Data Rate é IRRELEVANTE não significa qualidade nem troughput. NV2 é a evolução do NExtreme e foi pensado para PTMP como sabiamente diz @emilidani.

    Meu sonho é que um dia aqui no Fórum os mais experientes tenham a humildade de explicar com um linguajar mais palatável as informações e não fiquem trazendo uma porrada de informações de Datasheet e RFC's, pois essas informações são de acesso irrestrito e público.

    Imagino eu que a intenção dos integrantes do fórum seja buscar relatos de experiências práticas e reais que desmentem o Marketing enganoso que as fabricantes fazem e também o Marketing negativo que os ignorantes fazem. Aqui é o lugar de trocar experiencias de forma amigável e mais direta e simples possível, com a intenção de informar aquelas pessoas mais leigas que não tem capacidade de entender linguagens técnicas.

    Seria incrível ver os moderadores, consultores e todos mais de "alto escalão" aqui falando uma linguagem mais simples, sem medo de retalhações usando apenas a lógica do Brasil, onde a maioria dos donos de pequenos provedores são leigos no assunto, a busca aqui é OBVIAMENTE fazer valer apenas cada R$ investido, deixando de lado o ORGULHO e tratando todos com igualdade.

    Vamos lembras do óbvio, quem está aqui geralmente é pra aprender e fazer com as próprias mãos e outros estão para ensinar, do contrário se tivessem grana estariam fazendo cursos com Lacier Dias ou pagando um consultor. Sejamos sensatos nós consultores para saber que nem todos podem pagar nosso preço, alguns precisam de uma ajudinha pra poder caminhar primeiro pra depois poder contratar nossos serviços.

    É claro que tem gente aqui que só vem pra discutir, se aparecer ou dar uma de gostosão falando difícil...para esses os meus votos de mudança. Devemos saber que não somos donos da verdade e que nem sempre falamos a mesma língua, mas somos todos filhos de DEUS ferrados morando no mesmo País que arranca nosso sangue diariamente.

  16. #76

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    O NV2 tinha um problema até versões mais ou menos 6.41 do RouterOS o qual não era escalável ou seja, ao atingir 20 clientes o desempenho do setor era muito baixo, teve uma 6.42.x a qual tem até tópico lá no forum deles o qual divulgaram essa correção e o setor com mais de 20 clientes passou a desempenhar corretamente. Quem usa NV2 com versões abaixo da 6.42, aconselho a atualizarem.



  17. #77

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por raumaster Ver Post
    O NV2 tinha um problema até versões mais ou menos 6.41 do RouterOS o qual não era escalável ou seja, ao atingir 20 clientes o desempenho do setor era muito baixo, teve uma 6.42.x a qual tem até tópico lá no forum deles o qual divulgaram essa correção e o setor com mais de 20 clientes passou a desempenhar corretamente. Quem usa NV2 com versões abaixo da 6.42, aconselho a atualizarem.
    isso que eu havia notado, CCQ fica um lixo com NV2 voltava p 802.11 99%

  18. #78

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Bem, esse problema não afetava diretamente o CCQ, simplesmente à medida que você ia adicionando clientes o throughput total ia caindo, chegando a cair mais da metade após atingir 20 clientes no setor, daí corrigiram isso. Isso acontecia independente do CCQ tá ótimo. O CCQ com NV2 ativado só sobe quando vc passa tráfego, se não passar nada, o data rate fica baixo e consequentemente o CCQ tb, mas basta passar trafego que vai subindo, agora se o canal tiver muita interferencia, o NV2 pode sofrer um pouco porque ele para de operar no modo "cooperativo" com outras redes ou seja, ele transmite mesmo que o canal esteja ocupado por outros APs, aí podem ocorrer colisões. No 802.11 não ha transmissão enquanto o canal não fica "quieto", sem transmissões.



  19. #79

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Como uma obrigação de OFDM continua sendo usar todas as portadoras a cada transmissão, OFDM MU MIMO simplesmente transmite pra múltiplos clientes usando chains diferentes. No caso de provedor que usa dupla-polarização, com um chain por polarização, no máximo MU MIMO vai transmitir um pacote pequeno pra 2 clientes ao mesmo tempo. Em roteadores domésticos com 4 chains aí sim eles vão transmitir pra 4 smartphones ao mesmo tempo, mas cada chain usa TODAS as portadoras pra transmitir que seja 1 byte apenas.

    Já em OFDMA como pode usar só uma parte das portadoras, um provedor wimax pode transmitir na MESMA polarização 3 ou 4 pacotes pequenos pra 3 ou 4 clientes, porque umas portadoras tem dados pro cliente 1, outras portadoras pro cliente 2, e assim vai, não precisa esperar a transmissão do cliente 1 pra começar a transmissão do cliente 2, caso o cliente 1 use pacotes pequenos que não usam todas as portadoras o chipset (E o software nele) sabem separar só a quantia necessária de portadoras pra aquele pacote.

    Ou seja, OFDMA permite menos "sujeira" no canal, dá pra ter mais de uma torre por perto usando o mesmo canal porque eles tem essa liberdade de transmitir em cima dos outros, enquanto wifi (OFDM seja mu mimo ou não) sempre espera uma "vaga" do canal pra transmitir (Afinal a chance de casas vizinhas o ocuparem o mesmo canal é gigante, mas tem baixíssimas chances de 2 torres de provedores wimax usarem o mesmo canal ficando perto demais uma da outra).

    Pra provedor a coisa complica porque trabalhamos por polarizações diferentes, o conceito de chain tá muito ligado à polarização, mas em roteador doméstico as antenas estão todas juntas, o conceito de chain tá mais pra "stream", por isso falam que com MU Mimo pode ter tipo 4 streams pra 4 clientes diferentes, mas isso é válido pra um rádio com 4 chains, se for rádio só de 2 chains ele terá só 2 "streams" simultâneos pra 2 clientes (Smartphones ou notebooks, que tem antena com baixa rejeição à polarização cruzada).

    Não sei como fica o futuro do provedor via rádio, se vai ter produto MK e UBNT com 4 chains mas em 2 saídas, pra usar em antena dupla-polarização pra atender mais cliente em MU-MIMO, mas aí toda CPE teria que suportar isso no chipset ou firmware (Talvez seja só atualizar firmware de SXT AC ou Litebeam Litebeam AC, ou talvez já até suportem em modo cliente), mas roteador de mesa que faz isso funciona ok pra quem precisa muita banda em vários aparelhos, mas estamos falando de roteadores de R$ 300 pra meia duzia de devices, provavelmente um hardware pra provedor pra fazer isso pra 50 clientes seria coisa de R$ 1200 só o rádio (Hoje custa R$ 600, é uma grande diferença, talvez compense se permitir vender planos maiores), minha dúvida é o comportamento outdoor disso, em longas distâncias, porque sem MU Mimo as vezes precisamos aumentar muito o ack timeout pro chipset/software não ficar processando pacotes refletidos, nesse caso teria o dobro de pacotes pra ignorar, não sei se o software dá conta de ignorar tanto pacote (Ele tem que analisar parte do pacote antes de ignorar, isso já come processamento) sem comer rios de processamento, os chipsets de RF de R$ 10 talvez vão precisa upgrade pra uns de R$ 70.
    Caro amigo Rubens, ter no meu AP protocolo TDMA me possibilita ter mais estações ou se é mito?

  20. #80

    Padrão Re: Diferença TDMA (NV2) e 802.11

    Citação Postado originalmente por marcelorodrigues Ver Post
    Caro amigo Rubens, ter no meu AP protocolo TDMA me possibilita ter mais estações ou se é mito?
    Aí já não sei, por ser protocolo proprietário a Ubiquiti pode ter um waiting time lendo outros sinais e a MK ter outos tempos de espera.

    Pela experiência de PTP bem ruim em canal parcialmente ocupado em PTMP distante, suspeito que tanto MK como UBNT tem TDMA que faz o mesmo que OFDM padrão da IEEE, ou seja, espeja uma vaga, um intervalo, em transmissões concorrendo no SSID. Mas aí eram casos de PTP cair de 130 pra 110Mbps de throughput quando tinha canal compartilhado com ptmp distante, não chega a ser uma tragédia, com Airmax e NV2 desativado eram situações onde caia de 110 pra 90Mbps, ou seja, também com piora.

    Eu só vi desempenho excelente em NV2 e Airmax em canal limpo e em zona de Fresnel pra lá de limpa.