Página 3 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #41

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por ricromero Ver Post
    Carlos, será que vc não conseguiria repassar a sobra para algum outro provedor da região?
    é mais ou menos como estamos fazendo
    nos juntamos em 3, conseguimos link mais em conta, atualmente R$ 300,00 o mega... e esta sobrando muita banda.
    qualquer um de nos pode revender essa banda, logicamente, o que conseguimos a mais no valor que ja pagamos, é lucro.

    agora, estamos tirando AS e um bloco /20 para nos.
    depois que conseguirmos, vamos ver se conseguimos link mais em conta ainda...
    espero chegar aos R$ 200/mb
    se conseguirmos, vou comecar a vender 1 mega por R$ 50,00 e 3 megas por R$ 120

  2. #42
    Ricardo Romero Avatar de ricromero
    Ingresso
    Apr 2008
    Localização
    São Paulo / Interior
    Posts
    920

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Andrio, em qual cidade do MT você está? e qtos mil habitantes há na sua cidade?

    Citação Postado originalmente por mascaraapj Ver Post
    é mais ou menos como estamos fazendo
    nos juntamos em 3, conseguimos link mais em conta, atualmente R$ 300,00 o mega... e esta sobrando muita banda.
    qualquer um de nos pode revender essa banda, logicamente, o que conseguimos a mais no valor que ja pagamos, é lucro.

    agora, estamos tirando AS e um bloco /20 para nos.
    depois que conseguirmos, vamos ver se conseguimos link mais em conta ainda...
    espero chegar aos R$ 200/mb
    se conseguirmos, vou comecar a vender 1 mega por R$ 50,00 e 3 megas por R$ 120



  3. #43

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    5 CLIENTES A CADA 2MBPS * 60% X 20% = 12% GARANTIDO (Qos)
    -HIPOTETICAMENTE - 10mpbs (25 clientes PNBL)


    *Imaginem uma solução mais Física do que lógica, porém com novas possibilidades:
    - UM SERVIDOR MK (RB) SEPARADO PARA 25 CLIENTES
    *Partindo do cálculo onde numa proporção direta de que 100% de 1mpbs resulta em (5 clientes x 20%), e que ainda pode-se reduzir a uma taxa efetiva de 12% (Qos fiscalizado - 60% de 20%), chega-se a uma proporção de 8,33 clientes para cada 1 mbps dedicado(100/12=8,33).
    Portanto, nesta situação apresentada, precisaríamos de 3mbps dedicados para atender 25 clientes em separado e nestes termos de qualidade. (25/8,33=3,001mbps).
    *despesa >3x230=R$690,00 - Receita > 25x35=R$875,00 = Saldo parcial=R$185,00.
    *Restam 7mbps para administrar e revender como bem entender - (7x230,00=R$1.610,00).
    Então pensei em tal possibilidade onde eu teria uma RB-MK posicionada em um determinado ponto distribuindo o sinal para esta lista de clientes.
    Levando em conta que quando não estiverem todos conectados, o rendimento pode até superar as expectativas de atendimento.
    Não é uma saída lógica em MK,mas uma saída física e lógica com 1 MK A MAIS.
    Na prática, alguem já tentou atender 25 clientes com um profile de 256k/1024k - com um link de 3mbps full? SERIA INTERESSANTE O RELATO.
    Última edição por TenneT; 13-07-2011 às 16:33.

  4. #44

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Não sei se eu entendi bem ao ler as condições da Telebrás. Mas os 60% a que se refere, seria a medição do assinante teria que garantir o mínimo de 20% mas na média de medições no mesmo cliente precisaria atingir 60%
    Ou seja, faz dez medições e tira a média. Não pode baixar de 600kbps.



  5. #45

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por TenneT Ver Post
    [...]Não é uma saída lógica em MK,mas uma saída física e lógica com 1 MK A MAIS.
    Na prática, alguem já tentou atender 25 clientes com um profile de 256k/1024k - com um link de 3mbps full? SERIA INTERESSANTE O RELATO.
    Posso não ter entendido bem, mas se o outro MK por para separar 3 mega para os PNBL e 7 mega para uso livre de um total de 10 mega, não é necessário. Com um MK é possível garantir 3 mega para um grupo e 7 para outro e ainda usar a sobra do outro quando estiver sem uso.
    O problema do 25:3M é o perfil de usuário, quantidade on-line e ativa.

  6. #46

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Pessoal, lí todo tópico e não vi ninguem falar no fator principal:

    * Estrutra de Pops

    Creio que a grande maioria ainda utiliza :

    2.4 B 1 MB (BPSK) e maximo 3 ou 4 MB (QPSK)
    5.8 A 6 MB (BPSK) e ai pode variar até 12 MB (QPSK)

    Ou seja, na pior das hipóteses, se vc tiverem usando modo binario em 2.4 B (BPSK) o MAXIMO que essa celula vai render 1 (UM) MB, baseado em vossos cálculos de 50% (teriamos no maximo 2 clientes por célula 2.4 B.

    Em 5.8 no pior cenário 12 clientes....

    E ai ??? Como fazer magica???

    Só vejo 1 solução, migrar todoas as bases para MIMO com setores de 45 º , ai sim podendo colocar até 35 cliente com 1MB, e cadastrar 70 na proporção de 2/1 online.

    Só que isto custa caro e demanda tempo.

    Reflitam

    Abraços



  7. #47

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Mestre Jodrix. Você tocou num ponto crucial.
    Custa caro. E como obter a remuneração do investimento com 35,00?
    É isso que tenho procurado destacar, para que não nos entusiasmemos muito com o plano só porque a Telebrás poderá vir a nos oferecer link por 200,00. Tem muito mais envolvido nos custos.

    Estaremos saindo de um patamar de 300kbps para no mínimo 600mbps em média. Pois a exigência é no mínimo 20% mas não é só isso. Tem que manter uma média de medições com no mínimo 60% de banda o que não será muito fácil de manter.
    Não vai ser qualquer estrutura que vai suportar isso. Mesmo com sobra de link .

  8. #48

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Pois é amigos, e ai já da pra perceber a maracutaia desse PNBL que incialmente seria para as micro e pquenas empresas, onde a Tele_Filho_do_Lula_bras iria abrir linhas de crédito para podermos nos modernizar, agora as grandes perbendo que podiam superfaturar em cima tomaram conta .

    E "nois" vai fica chupando os dedo e comendo "migalhas" como sempre foi.

    Aff.
    Última edição por jodrix; 14-07-2011 às 09:02.



  9. #49
    Ricardo Romero Avatar de ricromero
    Ingresso
    Apr 2008
    Localização
    São Paulo / Interior
    Posts
    920

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Jodrix, não me entenda mal, mas sub-entendo que cada provedor já esteja com seu POP em 5.8, afinal sabemos muito bem que em 2.4 será impossível atender a demanda.

    Imaginando que o provedor JÁ esteja em 5.8 e os POP´s estejam prontos para atender a demanda, ainda assim acho que link pago a 230 e cliente pagando 35, é uma conta que não fecha para mim.

    É muito gasto para pouco retorno ( sinceramente falando, duvido muito sobre esse PNBL dar certo ). Enquanto não estiver muiiiiiiiiiiiiiito claro tudo sobre o PNBL, para mim, investimento esta "congelado".


    Citação Postado originalmente por jodrix Ver Post
    Pessoal, lí todo tópico e não vi ninguem falar no fator principal:

    * Estrutra de Pops

    Creio que a grande maioria ainda utiliza :

    2.4 B 1 MB (BPSK) e maximo 3 ou 4 MB (QPSK)
    5.8 A 6 MB (BPSK) e ai pode variar até 12 MB (QPSK)

    Ou seja, na pior das hipóteses, se vc tiverem usando modo binario em 2.4 B (BPSK) o MAXIMO que essa celula vai render 1 (UM) MB, baseado em vossos cálculos de 50% (teriamos no maximo 2 clientes por célula 2.4 B.

    Em 5.8 no pior cenário 12 clientes....

    E ai ??? Como fazer magica???

    Só vejo 1 solução, migrar todoas as bases para MIMO com setores de 45 º , ai sim podendo colocar até 35 cliente com 1MB, e cadastrar 70 na proporção de 2/1 online.

    Só que isto custa caro e demanda tempo.

    Reflitam

    Abraços

  10. #50

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Acabei de ler o tópico inteiro e cheguei a uma conclusão, nem o governo sabe como vai ser o PNBL e já estamos tirando conclusões, fazendo contas, pensando em estrutura ... Se a tendência para nós seria aumentar o número de clientes e lógico teremos que estruturar para atender, as grandes também precisarão fazer o mesmo e o serviço prestado por eles já não é dos melhores, outra coisa, o preço que as grandes praticam já é o proposto pelo PNBL, só que eles podem fazer uma coisa que não podemos (aliás ninguém poderia) que é a venda casada.
    Alguém acredita que eles investirão nessa estrutura tirando recursos de seus bolsos, eu particularmente acho que não e creio que é aí que devemos ficar atentos, pois se houver uma "ajuda" por parte do governo para as grandes porque não para os pequenos também, se não investirem melhor para nós, pois o que é ruim vai ficar bem pior. Eu não vou quebrar minha cabeça fazendo contas antes que tenha certeza do que vai acontecer, mas por outro lado pelo menos já estou conseguindo comprar meu link muito mais barato e com tendência a baratear mais ainda até o fim do ano sem precisar do PNBL, pra mim no momento esse é o foco. O que estou entendendo é que o PNBL perdeu o seu "espirito", muitas coisas ainda vão mudar.



  11. #51

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Não sei se eu entendi bem ao ler as condições da Telebrás. Mas os 60% a que se refere, seria a medição do assinante teria que garantir o mínimo de 20% mas na média de medições no mesmo cliente precisaria atingir 60%
    Ou seja, faz dez medições e tira a média. Não pode baixar de 600kbps.
    Olha, caro 1929! Entenda o seguinte: a garantia é de 20%, porém durante a verificação desta qualidade, em 60% das vezes deve-se obter a taxa nominal de 1mbps, e se tomarmos como base os serviços da Oi por exemplo, seria 1mbps no sentido de download - ou seja 6 de cada 10 tentativas de medição ou aferimento.
    O Quadro a que me referi acima, seria como que um Qos forçado pelo compartilhamento direto na demanda de acesso simultâneo entre todos esses clientes. E que ainda poderia ser favorecidos pela média baixa de acessos fora dos horários de pico.
    Abraço.

  12. #52

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Então, eu acho muito difícil manter a média de 60% de banda nas diversas medições.
    De modo geral o pessoal está contando com os 20%. Mas estes não servirão de base, mas sim os 60%.
    E pelo que entendi no teu cálculo , você calculou 60% dos 20%, quando chegou aos 12%? Não entendi muito bem o teu raciocínio.



  13. #53

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Então, eu acho muito difícil manter a média de 60% de banda nas diversas medições.
    De modo geral o pessoal está contando com os 20%. Mas estes não servirão de base, mas sim os 60%.
    E pelo que entendi no teu cálculo , você calculou 60% dos 20%, quando chegou aos 12%? Não entendi muito bem o teu raciocínio.
    Correto, amigo 1929. A primeira exigência é que se forneça efetivamente a velocidade equivalente a 20% de 1mbps (200kbps efetivos) . A segunda condição como que sub-item numa média ponderada, é que nas verificações, em 60% das leituras não se pode passar abaixo deste "quadro´- 200k a 1M". Se tomarmos todos os índices baseados nos horários de pico, obteríamos até o mínimo derivado da demanda (o que nunca poderá ser uma constante baseados nos diversos perfis de navegação desses 25 clientes). E se tomarmos como base as medições nos horários menos concorridos haverá clientes com até 100% de aproveitamento de seu profile.
    Então 60% desses 20% garantidos, representaria o período crítico de gargalos na concorrência dos clientes ao acesso no uso total do link (3Mbps), com tendências amenizadas na medida em que se diminui o número de clientes "on line" ou que alterem os perfis de navegação (leve ou pesada).
    A única coisa que fica em suspense seria o fato de saber como será o método de medição, a saber principalmente se será efetuado em horários diferentes como média ponderada, ou se poderá ser feito numa média simples ou absoluta baseada em coletas subsequentes imediatas.
    Abraço.
    Última edição por TenneT; 15-07-2011 às 12:48.

  14. #54

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Você tem certeza disso? Eu li e entendi que os 60% seria acima e não abaixo dos 20%.
    Agora não achei o texto que foi publicado pela Telebrás.
    Mas lembro que ele falava em 20% de garantia e 60% de vazão. Alguém exemplificou a vazão como sendo a média das leituras não ficar abaixo de 60% da banda.
    Teríamos que conferir o texto, mas se for assim como você entendeu , fica muito mais fácil de cumprir para quem aderir ao Plano.



  15. #55

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Você tem certeza disso? Eu li e entendi que os 60% seria acima e não abaixo dos 20%.
    Agora não achei o texto que foi publicado pela Telebrás.
    Mas lembro que ele falava em 20% de garantia e 60% de vazão. Alguém exemplificou a vazão como sendo a média das leituras não ficar abaixo de 60% da banda.
    Teríamos que conferir o texto, mas se for assim como você entendeu , fica muito mais fácil de cumprir para quem aderir ao Plano.
    Olha , amigo 1929.
    Entenda que não se trata de 60% abaixo de 200kbps, mas sim 60% do quadro apresentado como um todo. Numa média ponderada, seria a mesma coisa de dizer que se trata de 60% do máximo e 60% do mínimo, caso seja por um método desta média.
    Mas só poderíamos concretizar tais cálculos compondo realmente, na prática, um quadro como este. Como disse anteriormente, gostaria do relato do desempenho de alguem que possa montar um esquema semelhante, onde num link de 3Mbps full cadastrasse 25 clientes cada um com um profile de " 256k/1024k ". Caso alguem tenha 25 clientes com este profile e link suficiente para separar numa ROTA ou RB SERIA interessante.
    Abraço.

  16. #56

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Depois leio com calma e posto algo, segue:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Metodologia_Internet_Verso_8.pdf
Visualizações:	35
Tamanho: 	190,6 KB
ID:      	24702



  17. #57
    MODERADOR-CHEFE Avatar de osmano807
    Ingresso
    Aug 2008
    Localização
    Araguari - Minas Gerais
    Posts
    1.985
    Posts de Blog
    5

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    DNS – tempo de resposta do
    servidor recursivo
    Valor máximo de 80 milisegundos.



    Eu ia colocar uma risada aqui, mas não compensa...

    Código :
    [email protected]_dv5 /tmp % dig @8.8.8.8 www.google.com.br
     
    ; <<>> DiG 9.8.0-P4 <<>> @8.8.8.8 www.google.com.br
    ; (1 server found)
    ;; global options: +cmd
    ;; Got answer:
    ;; ->>HEADER<<- opcode: QUERY, status: NOERROR, id: 19970
    ;; flags: qr rd ra; QUERY: 1, ANSWER: 7, AUTHORITY: 0, ADDITIONAL: 0
     
    ;; QUESTION SECTION:
    ;www.google.com.br.        IN    A
     
    ;; ANSWER SECTION:
    www.google.com.br.    86219    IN    CNAME    www.google.com.
    www.google.com.        86219    IN    CNAME    www.l.google.com.
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.115
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.114
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.116
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.113
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.112
     
    ;; Query time: 97 msec
    ;; SERVER: 8.8.8.8#53(8.8.8.8)
    ;; WHEN: Fri Jul 15 19:39:49 2011
    ;; MSG SIZE  rcvd: 163

    DNS – possibilidade de
    consulta ao servidor
    autoritativo
    Deve ser verificado no log do servidor autoritativo que houve
    consulta do cliente, permitindo verificar que não existe um
    proxy DNS transparente na rede.
    Vê lá hein... pra mudar DNS por HTTP é só um s/DNS/HTTP/g
    Última edição por osmano807; 15-07-2011 às 19:43.

  18. #58

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    simplesmente sera necessario um servidor dns local
    nao tenho linux aqui entao nao sei qual seria o tempo de consulta dns no google.
    mas no ping:

    C:\Users\andrio>ping 8.8.8.8

    Disparando 8.8.8.8 com 32 bytes de dados:
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=40ms TTL=54
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=53ms TTL=53
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=34ms TTL=54
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=33ms TTL=54

    isso por que estou a 3 repetidora da central...
    Citação Postado originalmente por osmano807 Ver Post
    DNS – tempo de resposta do
    servidor recursivo
    Valor máximo de 80 milisegundos.





    Eu ia colocar uma risada aqui, mas não compensa...

    Código :
    [email protected]_dv5 /tmp % dig @8.8.8.8 www.google.com.br
     
    ; <<>> DiG 9.8.0-P4 <<>> @8.8.8.8 www.google.com.br
    ; (1 server found)
    ;; global options: +cmd
    ;; Got answer:
    ;; ->>HEADER<<- opcode: QUERY, status: NOERROR, id: 19970
    ;; flags: qr rd ra; QUERY: 1, ANSWER: 7, AUTHORITY: 0, ADDITIONAL: 0
     
    ;; QUESTION SECTION:
    ;www.google.com.br.        IN    A
     
    ;; ANSWER SECTION:
    www.google.com.br.    86219    IN    CNAME    www.google.com.
    www.google.com.        86219    IN    CNAME    www.l.google.com.
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.115
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.114
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.116
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.113
    www.l.google.com.    119    IN    A    74.125.234.112
     
    ;; Query time: 97 msec
    ;; SERVER: 8.8.8.8#53(8.8.8.8)
    ;; WHEN: Fri Jul 15 19:39:49 2011
    ;; MSG SIZE  rcvd: 163

    DNS – possibilidade de
    consulta ao servidor
    autoritativo
    Deve ser verificado no log do servidor autoritativo que houve
    consulta do cliente, permitindo verificar que não existe um
    proxy DNS transparente na rede.


    Vê lá hein... pra mudar DNS por HTTP é só um s/DNS/HTTP/g



  19. #59
    MODERADOR-CHEFE Avatar de osmano807
    Ingresso
    Aug 2008
    Localização
    Araguari - Minas Gerais
    Posts
    1.985
    Posts de Blog
    5

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Citação Postado originalmente por mascaraapj Ver Post
    simplesmente sera necessario um servidor dns local
    nao tenho linux aqui entao nao sei qual seria o tempo de consulta dns no google.
    mas no ping:

    C:\Users\andrio>ping 8.8.8.8

    Disparando 8.8.8.8 com 32 bytes de dados:
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=40ms TTL=54
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=53ms TTL=53
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=34ms TTL=54
    Resposta de 8.8.8.8: bytes=32 tempo=33ms TTL=54

    isso por que estou a 3 repetidora da central...
    Tô num Velox... A média para 8.8.8.8 é 150ms...
    A base seria essa mesmo, um servidor recursivo local para o provedor
    O serviço de DNS será testado nos seguintes aspectos:
    tempo de resposta a uma consulta ao servidor recursivo, sabidamente no cache do mesmo (serão feitas duas
    consultas consecutivas e medido o tempo de resposta para a segunda);
    Humm, olhando isto, teoricamente esses 80ms seriam o tempo para pegar uma requisição já no cache do DNS, ou seja, como o ping mesmo (com uns ms a mais).

    (Tentei achar uma opção no nslookup pra Windows, mas não achei... acho que o ping já vale)
    Última edição por osmano807; 15-07-2011 às 20:39.

  20. #60

    Padrão Re: Pequenos provedores competir com o PNBL

    Quando ao teste parece não haverá problemas.
    Quanto à vazão não poderá ser menor que 20% da nominal ofertada e a média não poderá sem menor que 60% na nominal. ex.:

    1h 205k
    2h 550k
    3h 208k
    4h 856k
    5h 950k
    6h 210k
    7h 980k
    8h 850k
    9h 650k
    10h 502k
    11h 742k
    12h 941k

    Menor vazão: 205k (20,02%)
    Vazão Média: 627k (62,21%)