Página 1 de 5 12345 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Um salve aos amigos do Under-Linux. Conforme postei anteriormente em outro tópico, fui agraciado com uma NanoStation Loco M5 falsificado. Descobri isso através do selo Counterfeit, após atualizar a peça para a versão 5.5.4 do firmware.

    Aproveitando a situação, resolvi comparar a peça identificada como falsa com uma peça reconhecida como original através do sistema de verificação de hardware do firmware citado. Lembrando que, é indiferente a compra com nota fiscal ou não, uma vez que sabemos de relatos do ocorrido em produtos comprados diretamente dos fornecedores oficiais da Ubiquiti. Ou seja, todos somos alvos em potencial das falsificações.

    Confiram algumas diferenças básicas constatadas por simples exame de comparação. A peça da DIREITA é a FALSA, a da ESQUERDA é a ORIGINAL:


    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0784.jpg
Visualizações:	2148
Tamanho: 	145,9 KB
ID:      	43817Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0785.jpg
Visualizações:	1812
Tamanho: 	175,0 KB
ID:      	43818Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0788.jpg
Visualizações:	1379
Tamanho: 	103,1 KB
ID:      	43819Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0789.jpg
Visualizações:	1317
Tamanho: 	105,2 KB
ID:      	43820Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0791.jpg
Visualizações:	1394
Tamanho: 	103,9 KB
ID:      	43821Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0792.jpg
Visualizações:	987
Tamanho: 	113,4 KB
ID:      	43822Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         IMG_0793.jpg
Visualizações:	817
Tamanho: 	102,0 KB
ID:      	43823



    As diferenças mais significativas são constatadas no hardware interno. Como podem ver, na primeira foto fiz uma marcação ressaltando a diferença de montagem do projeto original para o falsificado. Os componentes em si são os mesmos, porém em posições diferentes e com tamanhos diferentes.

    Outro detalhe que me chamou a atenção foi o dissipador de calor do CPU. Convém ressaltar que o chip é o mesmo em ambas as verões, um AR7141 da Qualcomm Atheros. Sobre o dissipador, reparem a quantidade de "aletas" de troca de calor: no original são sete, no falsificado são apenas cinco. A diferença prática disso é uma diminuição na área de troca de temperatura, e POSSÍVEL efeito negativo na refrigeração do CPU. Aliás, um outro detalhe que me chamou a atenção é a própria temperatura: em ambas as peças o chip esquenta MUITO, ao ponto de não ser possível permanecer tocando por muitos segundos.

    A placa de fenolite onde são montados os componentes também é diferente. Na original, ela é mais clara e rígida, oferecendo bastante resistência ao ser dobrada. A falsificada é mais escura e frágil, e no caso de ser posta pressão ela se dobra com muito mais facilidade.

    Ainda sobre a placa interna, observei que a liga de cobre é de menor qualidade na falsificada (confiram a última foto). Ela apresentava uma oxidação e desgaste nos pontos de solda muito avançada. Reparem que o módulo da antena na original apresenta um cobre brilhoso, com aparência de novo, enquanto o cobre da falsificada tem uma aparência fosca, desgastada.

    Finalizando, na parte externa temos o selo com as especificações do equipamento. No modelo original o selo apresenta os seguintes dados:

    M/N: NanoStation LocoM5
    FCC ID: SWX-M5LB
    IC: 6545A-M5LB
    24V DC 0.5A POE

    No modelo falsificado temos a seguinte descrição:

    FCC ID: SWX-M5
    IC: 6545A-M5

    De acordo com o site oficial da Ubiquiti, a identificação da NanoStation Loco M5 no FCC é SWX-M5LB. Significa que nas versões falsificadas o campo FCC ID está ERRADO. Além disso, não constam o nome de manufatura do equipamento, designado pelo fabricante, e também não constam as especificações sobre alimentação elétrica.

    Há também a falta, no falsificado, do selo RoHs de isenção de uso de produtos nocivos, como chumbo e mercúrio. Há também a diferença na cor da logo da Ubiquiti na parte frontal (a logo no modelo original tem um tom mais claro, e no modelo falsificado é um cinza mais escuro), assim como os identificativos Reset e LAN no compartimento da tampa terem uma impressão com falhas, mais grosseira visualmente.


    Analisando ambas as peças cheguei a seguinte conclusão: o nível de diferenciação é mais significativo no hardware interno, sendo difícil a constatação visual do exterior do equipamento.

    Tanto os modelos original como falsificado possuem um nível de acabamento externo muito parecido, o que difere um do outro são os detalhes dos selos e as cores dos impressos na carcaça do equipamento.

    Espero sinceramente que sirva como referência de comparação para sanar algumas dúvidas dos companheiros de profissão.

    Um forte abraço de Jadir Santos, da BNT+

  2. poderia da informações da empresa que deu este presente a você para que os amigos fiquem em alerta ?



  3. Passa os dados para o Jamie e/ou para o @Chadi;, quem sabe eles tomam uma providência.

  4. Ola,

    Desculpe se estou discordando sua observação com relação a falsificação,
    mas neste caso aí não mostra nenhum indicio que exista falsificação, em
    empresas que fornecem produtos e exportam para o mundo inteiro não
    tem como manter o produto de um determinado lote exatamente igual ao
    de um lote mais antigo ou mais novo, pois existem atualizações na linha
    de produção e questões de fornecedores que fornecem os componentes
    para a UBIQUITI
    mudam e isso acaba gerando essas diferenças no produto
    final.

    Existem sim falsificações grandes e notaveis quando vc observar por exemplo
    a troca de um chipset ou de todo o hardware assim como aconteceu um
    caso bem conhecido com a Realtek 8139 que estava sendo falsificada por uma
    empresa chinesa e ela montava as placas e imprimia em cima do numero do
    chipset o numero rtl8139 mas quando tentava instalar o driver ele nao funcionava
    pois o chipset era um silicom xxxx.

    a redução de um resistor ou capacitor, a troca de um modelo de dissipador ou
    outros passivos da placa da nano nao significa que ela foi falsificada
    .

    Bom desejo a vc sucesso e parabens pelo estudo da placa interna da nano, quanto mais
    a gente investigar o funcionamento daquilo com que trabalhamos, seremos melhores que
    os nossos concorrentes. É muito importante para o profissional saber com que ele
    trabalha e como ele funciona por dentro isso te coloca um nivel acima e te traz segurança
    na hora de resolver problemas.

    Boa Sorte.



  5. David, como vai?

    Essa NanoStation modelo original que eu abri é da série de MACs 00-27-22 que perdeu potência mas ainda se mantém funcionando através da porta LAN, e tive a oportunidade de abrir uma novinha, recém tirada da caixa, da série DC-9F-DB, que segue um novo projeto de hardware. Tanto o modelo antigo como o novo são IDÊNTICOS, interna e externamente.

    Concordo com você quando diz ser difícil manter uma linha contínua no projeto, mas lembre-se que quando uma grande empresa fecha acordo com algum fornecedor ele exige o comprometimento na produção dos componentes. Os montadores não saem por ai comprando resistências ou capacitores de qualquer um à revelia. Fecha-se um contrato de distribuição. O fabricante de componentes tem OBRIGAÇÃO legal de manter a sua palavra e entregar o componente exato para o projeto do circuito, pelo prazo que durar o contrato. Senão ficaria fácil abrir uma fábrica de componentes e resolver mudar os tamanhos e as formas à revelia, pra cortar custos ou facilitar a fabricação... Mas quando se tem um contrato de distribuição não pode fazer isso.

    Ainda sobre o projeto, em ambas os modelos originais que eu abri o desenho do circuito impresso é igual. No modelo falsificado é diferente, principalmente no entorno daqueles componentes que destaquei. Você compreende? A matriz do circuito é diferente.

    Obrigado pelo seu comentário. Fique sempre a vontade para trocar ideias. Gosto de conversar com pessoas inteligente como você. Um abraço!






Tópicos Similares

  1. Respostas: 4
    Último Post: 18-05-2013, 10:55
  2. Diferença entre arquivos
    Por PASCHOAL no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 02-10-2003, 00:08
  3. Diferenças entre RH9 e Conectiva8x
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 16
    Último Post: 10-06-2003, 09:56
  4. DIFERENÇA ENTRE: SETUIDGID e ENVUIDGID
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 06-05-2003, 07:55
  5. Respostas: 7
    Último Post: 14-03-2003, 15:01

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L