Página 3 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #41

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Passei a manha na eletronica estudando e descutindo so re queimas de portas lan.

    Na analise das fontes antigas para as novas da ubnt, cheguei a seguinte conclusao.

    As velhas a lan eh isolada da placa, queima a fonte e nao a antena, a ubnt melhorou asfontes novas,mas ta tudo junto, oensando se der uma faisca, estatica, vai pro aterramento, se nao tem aterramento vai procurar em algum local pra descarregar.

    Pensei em separar a fonte do poe.dessaforma queima a fonte e no poe chega somente 24v (separado). Olhem a sxt nao ouco boatos de queimar lan.

    Vamos juntos achar uma solucao para esse prejuizo de muita gente.

    Se fui util clica na estrelinha, isso motiva no forum

  2. #42

    Padrão

    Citação Postado originalmente por ManoDW Ver Post
    Usa aterramento emilidani? Que regiao vc eh? Aqui no sul ta foda

    cambé,-PR. No inicio queimávamos os Edimax e Ovislink. Depois descobrimos que a rede elétrica era causadora .Passamos usar estabilizador naqueles clientes que não possuíam e nessa época comprar os UBNT.
    As fontes são muito simples e não aguentam os transientes então qualquer estabilizador , mesmo os mais simples, servem como barreira na entrada da energia.

    Nao uso aterramento porque nao ha o que aterrar. Faria sentido aterrar o estabilizador porem seria imposivel em casa alheia



  3. #43

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Citação Postado originalmente por ManoDW Ver Post
    Passei a manha na eletronica estudando e descutindo so re queimas de portas lan.

    Na analise das fontes antigas para as novas da ubnt, cheguei a seguinte conclusao.

    As velhas a lan eh isolada da placa, queima a fonte e nao a antena, a ubnt melhorou asfontes novas,mas ta tudo junto, oensando se der uma faisca, estatica, vai pro aterramento, se nao tem aterramento vai procurar em algum local pra descarregar.

    Pensei em separar a fonte do poe.dessaforma queima a fonte e no poe chega somente 24v (separado). Olhem a sxt nao ouco boatos de queimar lan.

    Vamos juntos achar uma solucao para esse prejuizo de muita gente.

    Se fui util clica na estrelinha, isso motiva no forum
    realmente na época dos rtl's queimavam apenas as fontes o que é bem melhor, as minhas ubnt que queimaram essa semana, todas as fontes estão ok, queimaram as lans, o que é pior!!!

  4. #44

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Citação Postado originalmente por wala Ver Post
    Ola pessoal como anda a novela da ubnt ( ja pode chamar de serie com temporadas acho que ja deve tar na 5 temporadada a saga continua) sobre queimas da porta lan e perca de potencia nos equipamentos ubnt
    Quando que vai acabar isso? nos modelos novos (somente a carcaça pelo que eu vejo) anda queimando pior que os modelos anteriores, o que ta acontecendo mais e a perca de potencia chega a cair 10 dbi de potencia na maioria dos casos.
    Vcs sabem sei isso um dia tera solução, quem ta passando ainda por isso ja estão buscando algumas soluçoes ? Tipo indo pra outros fabricantes ou buscando soluçoes barata para proteger os equipamento nos clientes ou ja desistiram da ubnt?
    Me deem suas posições para buscarmos uma solução para esse triste cenario.
    Quando vai acabar? NUNCA! Tenho caixa aqui com porta lan queimadas, ai vem um espertão e fala: Isso não é problema do fabricante e sim pais com rede elétrica precária. Então fala para UBNT só vender os produtos deles onde há rede elétrica boa, se quer por o produto deles no mercado x tem sim de se adequar as condições do pais, se eles quiserem fazem isso fazem fácil ,mas não tem interesse, O negocio deles é só vender, pois se fosse diferente já teriam feito algo. Até mesmo pelo tempo que nós provedores estamos sofrendo com tal situação. O que tive de fazer foi diminuir as compras da ubnt em mais de 70%, pelo valor que está impraticável e claro ,instalar um equipamento no cliente e em determinados casos que não dura um mês, abraços! Eles dão sorte que temos poucas opções de produtos, se um dia isso mudar pulo fora de fez da ubnt.
    Outra coisa que não foi citado aqui mas se procurar na internet verá que tem gente em todos os extremos do Brasil vivendo isso a tempo e nada fazem... Porta lan mudulando do nada de /110 para /10, e ai ubnt, nada a declarar né? Ou melhor não precisa declarar nada só precisamos de SOLUÇÃO.......



  5. #45

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Concordo pessoal, eles baixaram muito a qualidade. Podemos ver nos modelos antigos para os novos. Essa do estabilizador ate posso testar aqui. Mas to com vontade de colocar fonte e poe separado.. vamos la galera compartilhando conhecimentos.

    E as sxt? Vcs tem relatos de queima de lan?

  6. #46

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    O meu ponto era justo que "eles não baixaram a qualidade", mas sim os CI's com litografia menor estão bem mais sensíveis e eles não colocaram nada pra "compensar" isso.

    A tendência é cada geração futura ficar mais sensível.

    Essa região do PR tem a vantagem da resistencia do solo, terra vermelha geralmente é sinal de hematita, que é ferro (Idem pra região com itabirito em MG (Metade do estado!), é solo de resistência bem baixa, um aterramento num transformador (Pro neutro) sempre será eficiente, o uso de areia local nas casas dá um fator de proteção contra EMI e RFI maior (Que areia daqui da amazônia), fora que a condução do próprio mastro da CPE até o solo, passando pela parede de concreto, será mais fácil.
    (Nem toda areia é igual, de solo ferroso tem resistência ôhmica menor no concreto, no megôhmetro dá pra medir fácil entre vigas com estrutura metálica isolada uma da outra)

    Alias... uma das poucas lembranças da minha infância no PR é de uma parede de um colégio que dava choque. Aqui posso ligar fase em caixa metálica de tomada e não chego nem perto de choque.

    Eu não ponho a mão no fogo pra garantir que isso resolve tudo, mas a rede elétrica com bons aterramentos tem menos problemas. Aqui os aterramentos velhos na zona rural (E vai muuuuuuito material pro aterramento dos transformadores) depois de uns 15 anos ficam meia-boca, a queima e queda de chave fica bem mais frequente e só aumenta, a solução é refazer aterramento pra diminuir esses problemas. Num solo de resistência naturalmente menor deve ser raro ter que refazer aterramento de poste.


    Sobre SXT, tem a 5hpnd com AR7241, e a 5ndr2 com AR9344, são CI's de geração diferente, com litografia diferente, também deve ter variação na queima (Tipo NS XM e XW), a tendência seria o mais moderno ser mais frágil, nada muda, teria que ver o circuito, o que parece frágil é o lite5, mas ainda tem muito mais componente periférico que um NS Loco M5 xw, só não olhei certinho a função de cada um (Não tenho nenhum agora pra comparar).


    Sobre estabilizador, cheguei aqui na roça e todo cliente já tinha, 100% mesmo. E as queimas eram comuns. Fui desincentivando, cheguei a ter uns 2/3 dos clientes sem estabilizador (Ele vão queimando, raramente é algo reparável tipo rele travado ou transistor, e sim PIC morto, vira auto-trafo 220>115V pra quem precisa (E ninguém precisa aqui)), e as queimas não mudaram, Huguinho queimava de tudo com estabilizador, continuo queimando sem. Parabolica, hdmi da TV, portão, alarme, modem, roteador. Já o Zezinho nunca queimou nada, parabolica ainda é com LNB com servo-motor original, portão nunca queimou, nunca queimou roteador ou cpe, sem estabilizador continuou sem nunca ter queimado nada.

    Eu mesmo só tive queima de equipto quando passei a mexer com CPE e antena externa. Ainda tenho placas ISA e PCI de redes coaxiais de 1M (Com ethernet 10M, por isso usei até 2005), nada queimado, modem dlink que é só adsl (Sem suporte a adsl2 ou 2+) acho que de 2001, modem alcatel dessa era (Daqueles sem setup http, só configuravel via telnet de tão primitivos), tudo coisa que usei por muuuuuuitos anos sem queima. Mas foi começar a usar CPE ou antena externa que os problemas começaram (E só sumiram com aterramento básico, não com estabilizador).

    Por exemplo, tenho uma penca de uns 10 estabilizadores modificados pra virar auto-trafo 220>115V, que ninguém precisa. E estou aqui nessa cidade a uns 5 anos. Morei 7 anos antes em Cuiabá e juntei 0 (zero) estabilizadores queimados, não lembro de mais que 1 ou 2 queimados, e por bobeira tipo ligar impressora laser que consome uns 900VA em estabilizador de 300VA, nada de queima em tempestades (Que é o normal aqui no interior).

    Se não é fator ambiental mudando a durabilidade dos produtos, não sei mais o que é, mas a solução de 1 não pode ser a solução de todos já que tem ambientes tão diferentes no país.

    E não vamos crucificar a UBNT por seguir a legislação, tanto nos EUA como no Brasil tem legislação recente falando em aterramento (Em prédios e alguns tipos de construções), problema de construção velha é nunca reformarem instalações, trocam todos os eletro-eletronicos mas mantém a mesma rede dos anos 80, as necessidades de lá pra cá mudaram muito.

    (E nos anos 90 lembro de instalador de parabolica colocando fio metalico enrolando no pé, até em baixo da sapata, cavando vala e enterrando fio de aterramento da carcaça. Esse pessoal que instalava tudo caprichado assim já até morreu tudo de idade, mas na época era o modo de reduzir a queima dos caríssimos servo-motores do LNB, eles nem falavam "Sua casa precisa aterramento", eles já vendiam com sapata e tudo incluso e instalavam (Era algo tipo uns 8 a 10 salários mínimos por tudo), resolviam o problema DELES. Eu andei fazendo isso nuns clientes, colocando haste e levando fio até equipto de rede, pra resolver o MEU problema, o outros eletrônicos que se danem se o cliente não quer fazer nada direito na rede elétrica)



  7. #47

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Opa rubem blza? Concordo em tudo ctgo. E da queatao q eu levantei, sobre usar poe separado da fonte em ubnt? Desta forma fica isolado a parte de lan da fonte. Pois pode ver as airgrid antigas queimam bem menos portas, devido a lan do poe nao estar junto com todos os componentes. Creio q fazendo isso pare de queimar tanta lan.

    Abracao

  8. #48

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Protetor se surto na porta lan o mais proximo possivel ajuda a não quimar a lan pelo menos a ubiquiti pede pra colocar dois um em cima e o outro embaixo mais se colocar um em cima ja ajuda o principal que e a cpe



  9. #49

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Pelo q vi esse protetoe de surto nao precisa ta aterrado neh? Ele so usa um parafuso no suporte mesmo. Ainda acho q resolveisolando a fonte do poe.

  10. #50

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Creio que não vai resolver so isolando a fonte poe. E quando cai descarga atmosferica no cabo externo ai a lan vai pro saco do mesmo jeito. e esse protetor anti surto e bom aterrar mais se ja colocar na haste da propria antena ajuda pois e melhor que nada.



  11. #51

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Wala, mas uma coisa.. as sxt que tem fonte separada do poe nao queimam. Vo testa

  12. #52

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Protetor de surto precisa aterramento sim.

    Toda diferença de potencial com relação ao solo precisa ter um caminho até o solo senão não dissipa.

    O protetor de surto sem aterramento só ajuda quando houver diferença de potencial entre 2 partes, digamos entre 2 fios do cabo ethernet (E isso não é comum).

    Sobre fonte separado do POE, tem RB assim que queima lan igual.
    Alimento minha RB133 de casa via conector P4 a uns anos (2009?) e já queimou 2 lan dela, só sobrou 1. Queimou com alimentação completamente separada.

    Idem pra equipto em torre de telecom, não gosto de POE (O que é que custa passar separado um cabo PP com um conector P4?) então não uso onde for possível, e mesmo com alimentação solar (100% isolado de rede elétrica da rua) já tive RB433AH, NS Loco M2, NS Loco M5 e não lembro se airgrid ou nanobridge queimados (Fora coisa barata tipo Kozumi, Krazer, Airlive, Oiw e Elsys).

    Nas fontes UBNT não tem aterramento, é uma fonte de 2 pinos (Neutro+fase, ou fase+fase), porque o terceiro pino passa RETO da ENTRADA pra SAÍDA, vai direto do pino da tomada pra capa metalica do jack RJ-45, a fonte em sí não tem nem meio contato com o terra (Nem uns capacitores pra desacoplar, nada).

    Enfim, pro problema de alta tensão induzida nos cabos, a solução é centelhador indo de cada via desses cabos até o terra. Essa indução ocorrerá com cabo cat5 ou cat6, com qualquer crimpagem, com poe presente ou não. Em cabo blindado a blindagem vai diminuir a indução, mas a blindagem não é grossa tipo 1mm em alumínio folhado (E cabo coaxial com malha de 90% não isola toda a EMI e RFI externa, não é a fita de aluminio de 0,05mm nos cabos STP que vai fazer melhor, diminuição não é isolamento, é só atenuação).

    Se tiver muito desse problema (Descarga induzindo tensão em cabo), não tem outro jeito senão protetor com aterramento mínimo (Qualquer contato com o terra, pra ESSE caso uma caixa metálica de tomada é 10x melhor que nada).

    Pros outros problemas, tipo ruído de DC atrapalhando ethernet, aí sim separar tudo ajuda.

    Mas pra cliente estamos falando em cabos tipo 8 a 20m, e equipamentos com consumo inferior a 10W, pra isso a corrente passando é baixa mesmo com 12V, esse consumo não "pesaria" tanto na fonte a ponto de ela emitir ripple e EMI aos montes, o VRM dos equiptos não é tão maravilhoso então se a fonte emitir um pouco a mais de ripple a CPE vai travar 5x ao dia, você vai perder o cliente bem antes de esse ruído ser tão grande (Conforme a ESR dos capacitores na fonte cai, por envelhecimento, o ripple e EMI aumenta) a ponto de queimar uma lan.

    Um teste simples pra entender o "poder" de um aterramento simples:
    Compra uma chave de teste dessa:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...2220-vacdc-_JM
    Custa menos de R$ 10 e já ví em centenas de lugares (Loja de mat. elétrico, loja de R$ 1,99, supermercado, loja de equipto de som, eu mesmo vendia isso em "loja de informática").
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         chave-de-teste-12-a-220v-digital-fc-g-0209.jpg
Visualizações:	71
Tamanho: 	231,5 KB
ID:      	61842


    E usa ela tocando em tudo que é objeto metalico por perto, aperta o botão de baixo e toca em objetos DESLIGADOS da terra. Verá tensão.

    E se você tocar nesse objeto com uma chave, e com a outra mão pegar uma agulha e tocar na parede... paf... a tensão SOME da chave. O mísero contato da agulha na parede descarrega essa estática.

    Todo mundo ri daquela piada que o sujeito colocou o aterramento num vaso de flor dentro de casa. Mas... se o vaso tinha um bom contato com o solo, isso é melhor que nada.

    Qual a capacidade de dissipação de um prego numa parede? Provavelmente poucos miliamperes. Mas... qual a corrente que circula quando um cabo induz tensão meio alta em cabo? Olha que coincidência, são poucos miliamperes.

    Então pensem "aterramento mínimo" não como uma barra enterrada, com uma cobertura de concreto, e um fio de cobre puro de R$ 3 o metro, indo até a tomada. O "mínimo" pode ser ligar isso no neutro, ou na caixa metálica da tomada (Onde ainda tem essas caixas dos anos 80 e 90), ou no mínimo no mastro da CPE lá fora, e colocar um dos 3 parafusos do mastro sem bucha na parede (Pra ter contato mínimo entre mastro e parede).

    Eu não confio em ligar no neutro AQUI por 2 motivos:
    - O aterramento dos transformadores nem sempre é bom, falha muito.
    - Sempre tem uns pedreiros que se dizem eletricistas que convencem o morador da casa a mudar a tensão da casa toda, aí vai no padrão e desliga o neutro e liga aquele fio numa fase.

    Mas concordo que ligar neutro nesse pino de "aterramento" do equipto (Onde a antena fica isolada do mastro, tipo em CPE's UBNT e MK (Incluindo Airgrid, Nanobridge, Nanobeam e SXT) via de regra é melhor que nada, ao menos tem algum lugar pra descarregar essa diferença de potencial com relação à terra.

    O protetor de surto sem aterramento que devia ajudar um pouco mais (Mas nada perto do que um com aterramento protege) seria assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         prot1.jpg
Visualizações:	64
Tamanho: 	39,7 KB
ID:      	61840

    Mas melhor que colocar capacitor seria colocar polyswitch em série.
    E ainda melhor que polyswitch seria colocar uns PTC!
    Só que onde você encontra PTC a venda por menos de R$ 20 cada?

    É inviável fazer esse tipo de protetor que não exige aterramento, porque custa extremamente caro e porque a proteção disso é ruim (Comparado a um típico comum com aterramento, seja com centelhadores ou com diodos e zeners).

    Problemas vindo pela linha de DC vão queimar o VRM. E VRM queimado em CPE é coisa tão rara, pra cada VRM queimado devem ter uns 5000 com lan queimada, então proteção pra DC é irrelevante.



  13. #53

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Sobre o fato de usar fonte com POE incluso ou injetor POE, nada muda no fato de ter DC no cabo, e lá na CPE muda menos ainda.

    A única diferença prática é que a EMI da fonte com POE chega nos RJ-45, por isso a UBNT usa jack RJ-45 com capa metálica, blindagem contra EMI da fonte. Mas a EMI dessas fontes não é alta. São 1000x melhores que fontes POE baratas tipo R$ 15 a 20 (Que também criam poucos travamentos extras).

    Se já não tem EMI chegando no RJ-45, tanto faz o fato de esses RJ-45 estarem dentro da mesma caixa da fonte ou num injetor separado. Teria que ter diferença na fonte ou na CPE, só a distância dos RJ-45 pro chaveamento não explica.

    O que tem que ver é: Que PROTEÇÃO o injetor ou os SXT tem?
    O injetor dos gigabit é maior mesmo, tem até led, o próprio método de injeção de power over datalines exige trafo/bobina e capacitor, isso já é uma proteção grande.

    E se usar injetor comum em SXT, como fica a queima?
    SXT 5hnd e lite5 não tem nada fantástico como filtragem na entrada, só o basico, capacitores de desacoplamento e resistores de baixo valor em série (Já que polyswitch e PTC's custam muito caro).

    Se esses componentes bestas salvam os SXT, que tal fazer o mesmo pros UBNT?
    Se SXT com injetor não-gigabit queima menos então algo assim deve ajudar muito:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         prot2.png
Visualizações:	136
Tamanho: 	15,4 KB
ID:      	61841


    Mas se quem sobrevive a tudo é SXT com injetor gigabit, aí o circuito é o de cima, com transformador ou bobina (POE gigabit exige isso de qualquer forma).

    Não ví tantos SXT durando muito pra confiar tanto. Eu tiver um 5hnd pifado em tempestade, não confio tanto assim (Concordo que aguentam mais, mas custam mais, se paga pela proteção igual).

  14. #54

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Rubem mas entao vc concorda que o injetor da sxt eh melhor q a fonte da ubnt. Isso podera dimiNuir a queima de portas? Sem aterramento nada adoanta aquele protetor da ubnt certo?



  15. #55

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    To pensando em usar os poe da tp-LINK e fonte 24v 0.8qh nas airgrid

  16. #56

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Citação Postado originalmente por ManoDW Ver Post
    Rubem mas entao vc concorda que o injetor da sxt eh melhor q a fonte da ubnt. Isso podera dimiNuir a queima de portas? Sem aterramento nada adoanta aquele protetor da ubnt certo?
    O injetor GIGABIT eu concordo que é melhor, porque POE Gigabit OBRIGA a colocar bobina e capacitor, isso protege alguma coisa.

    Mas o injetor 10/100M da MK... não sei se só recebi produto antigo ou errado mas não ví nenhum desses injetores com nada diferente, são iguais injetores baratos antigos (Aqueles com rabicho, ou tipo http://produto.mercadolivre.com.br/M...njetor-poe-_JM (Nota que essas versões novas tem um rabicho pra aterramento!)

    As fontes da UBNT tem projeto muito similar às da MK (Mas a MK usa meia duzia de marcas, ela não monta, só repassa o que compra da china), só muda mesmo o fato dos RJ-45 estarem dentro, ou de ter um rabicho com conector e jack P4 e J4 até eles.

    Uma coisa que umas fonte que já recebi da MK tinham era o pino terra da tomada ligado até o negativo da saída, mas isso era antes dessas FLD que a MK parece que envia pra tudo nos últimos 2 anos.

    Essas fontes FLD da MK não são coisa de primeira linha, dá pra ver pelo preço, US$ 4,99:
    http://www.ebay.com/itm/24-Volt-AC-D...-/291626203187

    Quem monta pra UBNT vende por fora assim:
    http://www.ebay.com/itm/POE-Injector...-/161668242123

    Pode parecer pouco mas a fonte POE é 30% mais cara. O que tem de componentes a mais é 2 jacks RJ-45. A placa aumenta, a caixa plastica é maior, mas é mais fácil montar assim, o encaixe das 2 partes com a placa no meio é simples, enquanto na fonte da MK alguém tem que solar a placa nos 2 fios que vão nos 2 pinos AC, ou seja, um custo compensa o outro, a diferença acaba fidando nos 2 RJ45, que não custam muito mais que US$ 1 mesmo então os preços se equivalem, são fontes de projeto similar e de custo e qualidade meio parecidas.

    Eu jogaria alguma durabilidade nos SXT e não nos injetores.
    Até porque a uns anos era normal no ML ou nuns distribuidores baratos de Campinas ter a venda só o Bullet ou o NS, sem fonte, e o que a gente fazia era usar fonte comum com injetor comum, e queimava lan igual.

    Olhando nos SXT depois do trafo, só encontrei um array de diodos, um TVS:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         73642-fig6.gif
Visualizações:	189
Tamanho: 	16,3 KB
ID:      	61850

    Marquei aqui onde ele fica nos modelos:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         tvs.jpg
Visualizações:	243
Tamanho: 	291,5 KB
ID:      	61851



    O modo "completo" de ligação dele seria como esse TVS2 no canto inferior direito aqui:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         73642-fig2.gif
Visualizações:	303
Tamanho: 	29,9 KB
ID:      	61852

    Então vou ter que reformular, se SXT dura mais tanto mesmo, então o circuito pra um UBNT ficar igual SXT seria um protetor assim:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         prot.tvs.jpg
Visualizações:	229
Tamanho: 	77,2 KB
ID:      	61853
    Zener de tensão maior que a usada, bem maior.
    Se usar fonte 15V pode usar zener de uns 20V ou mais.

    Isso vira um protetor comum com diodo que sempre defendo, mas sem o aterramento e com o positivo e negativo intencionalmente ligados.
    (Enquanto em protetor comum com diodo (Que estou usando, agora fim do ano deve fazer 2 anos) o negativo do diodo zener vai ligado no terra)

    Não sei da eficiência disso sem aterramento, mas seria só isso a diferença de SXT pra UBNT.
    (Capacitor e resistor em série eu achei aqui em Nanobridge e NS, então nisso são iguais SXT)

    Se usar injetor POE tipo esses
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         adaptador-injetor-poe-tp-link-novo-sem-fonte-de-alimentaco-968801-MLB20418633901_092015-O.jpg
Visualizações:	407
Tamanho: 	23,1 KB
ID:      	61854Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         axuse11211_800x600_.jpg
Visualizações:	234
Tamanho: 	31,6 KB
ID:      	61855
    Dá pra fazer isso no injetor mesmo, é só soldar os 2 diodos indo dos pinos de dados até os de positivo e negativo com o zener, só teria que romper uma trilha pra colocar os capacitores em série (Eles são importantes). Só que isso é o protetor em baixo, em situação ideal tem que ter um em baixo e um em cima.

    Ou seja, adapta um injetor pra usar em baixo (Ou pode adaptar isso na fonte UBNT também), e constroi um pra usar em cima, se for algo tipo mais de 10m de cabo ethernet exposto (Mais de 10m outdoor, não falo de 10m ao todo com só 2m outdoor e 8m dentro de paredes) seria bom. Com só uns 10m ao todo, com 1 ou 2m exposto pra fora do telhado, só esse protetor no injetor ajuda, mas não é tão difícil deixar a fonte POE quieta e fazer um protetor pra colocar só em cima, pra ficar realmente "igual" o SXT (Proteção na cpe e não no injetor).

    Pior é que esses arrays de diodos não são tão baratos, talvez a UBNT economize alguns milhões por não usar. Só achei modelos usáveis na casa dos US$ 1,5 por cada, pra uma produção de uns milhões de aparelhos por semana isso significa uns milhões a mais de lucro na economia (Ou redução de preço, por isso talvez seja mais barato).
    Olha um preço de um usável em 24V:
    http://www.ebay.com/itm/BOURNS-CDSOT...-/181885617889

    Mas não confiem tanto nisso, já tive SXT queimado, e já tive MUITOS TPlink e Oiw queimados e eles tem esses TVS, isso é só pra "equiparar" UBNT com SXT, ainda só posso dizer: Precisa aterramento, por menor que seja precisa descarregar essa DDP rumo à terra.



  17. #57

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    bom dia Rubem, aqui na minha cidade estou tendo problemas com descargas elétricas, surtos na rede elétrica, no inicio destas chuvas queimou 17 ponteiras de airgrid minha, 97% de minha rede é UBNT, e em comodato, este prejuízo esta pesando. De uns dias pra cá, estou exigindo uma tomada com aterramento do cliente onde vou colocar o equipamento. se for em comodato, Alguns clientes coloca, outros desiste de instalar, mas estou convencendo os.
    Estou separando uma torre e colocando só SXT lite, para os clientes, ver se é mais difícil de queimar.

  18. #58

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Citação Postado originalmente por grupovideosanet Ver Post
    bom dia Rubem, aqui na minha cidade estou tendo problemas com descargas elétricas, surtos na rede elétrica, no inicio destas chuvas queimou 17 ponteiras de airgrid minha, 97% de minha rede é UBNT, e em comodato, este prejuízo esta pesando. De uns dias pra cá, estou exigindo uma tomada com aterramento do cliente onde vou colocar o equipamento. se for em comodato, Alguns clientes coloca, outros desiste de instalar, mas estou convencendo os.
    Estou separando uma torre e colocando só SXT lite, para os clientes, ver se é mais difícil de queimar.
    Duvida boba:
    Tá usando RJ-45 blindado e cabo blindado também?
    Porque as fontes POE passam o terra reto da entrada pra saída, e ele só chega na CPE pela blindagem do cabo e contatos metálicos nas latas externas do RJ-45.

    Pergunto porque já cheguei em provedor com aterramento que usava RJ-45 blindado mas cabo sem blindagem, deu até nó no cérebro.



  19. #59

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Eu uso cabo e conector sem blindagem. nos clientes. Agora na torre tudo com blindagem, e barra de aterramento.

  20. #60

    Padrão Re: Como anda a novela da ubnt sobre queima de portas lan e perca de potencia?

    Na minha torre, eu tenho 1 x AirGrid M5 com cabo e RJ45 blindado (da UBNT) e aterramento para a torre. Também tenho um MK SXT, com cabo e RJ45 comun (feito pelo provedor, mesmo que tinha um cabo/RJ45 blindado disponível). Ambos dois estão alimentando com EdgeRouter 5-PoE, com atterramento. O MK SXT já queimou três vezes - o AirGrid nunca. Uso também sistema de Clamper (empresa nacional) que ajuda bastante.

    Eu vou instalar em breve o Surge Protector do UBNT também, com conexão directo no sistema de aterramento da torre.

    Antes de fazer tudo isso, eu queimo bastante coisas em casa, mais aterramento, o Clamper, e cabo/RJ45 blindado ajuda muito!

    Raios duas semanas atrás em casa: