+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    Anos atrás existia um equipamento muito usado nas torres das teles estatais, que quando a rede principal caía, funcionava por um banco de baterias(15 minutos até 24 horas) e caso não retornasse entra o grupo-gerador. Quando isso acontecia, na central de monitoramento já disparava o alarme, acho que isso só ocorre nas centrais elétricas e torres de transmissão via satélite. Os equipamentos de hoje consomem muito menos energia e a falta de luz é menos constante.
    Nilton, os QTA's modernos são com CLP e cia, eles podem informar via software a tensão, acionar gerador, carregador, sirene/luz ou o que você quiser, tipo aquelas centrais de alarme que por um botão fazem discagem pra um número ou enviam SMS se plugar um módulo GSM.

    Aqui no interior a Oi tem torres no meio do nada (100Km de chão do técnico mais próximo) então tem sistemas duplos de QTA, com banco de baterias enorme e gerador acionado a cada X horas de uso das baterias, até inclui monitoramento do motor (Pressão de óleo, temperatura da agua, VIBRAÇÃO, nível do combustível, tudo no mesmo CLP que monitora tensão do banco de baterias, rede AC, temperatura do ambiente...)

    Alias, como você mexe com eletrônica te recomendo que conheça esse tipo de CLP, porque quem precisa gerador sofre muito pra achar mecânico ou eletricista que saiba um pingo de eletrônica pra configurar um QTA moderno. É uma área que dá muito dinheiro porque pouca gente meche com isso.

    (Um QTA antigo é elétrico e analógico, tem reles que acionam temporizador e contatos, não necessariamente duram mais)

    Um QTA completo custa uns R$ 3 mil ou mais, mas com um CLP tipo esse:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...ramaco-nfe-_JM
    você constrói um QTA computadorizado e programável, com suporte a DC inclusive, por uns R$ 800, o maior trabalho é a programação do CLP.
    (E nessa parte os programadores/desenvolvedores de software se dão mal porque não entendem nada de eletrônica, e os mecânicos e eletricistas idem porque não conhecem nada de eletrônica digital nem de algoritmo pra programação simples)

    Mas pode ser ainda mais barato, se um CLP é caro, e um RaspberyPi também, dá pra PIC pra isso, ou adaptar roteador de mesa com suas portas GPIO (Pelo Open-WRT dá pra ler algumas coisas, ler um estado de, digamos um LM3914 que deixou de acionar o led 3, indicando tensão abaixo de digamos 11,5V), a complexidade aumenta mas dá pra ter custo baixo em solução alternativa pra esse caso de monitorar tensão.


    Só que ainda acho mais simples acessar uma RB qualquer, se é sistema 24V é só plugar direto nas baterias a RB e o indicador de tensão será confiável, 22-23V precisa recarga urgente, 27V é 100% de carga, etc.
    (Se não tem nenhuma RB, ou dá trabalho passar fiação, talvez ainda valha a pena uma RB usada barata tipo RB133 ou algo assim, quem meche com linux deve saber como um script poderia ler a tensão e se for menor que X disparar um email ou sms via rede internet, script que lesse regularmente o /system health , o campo voltage. Algo assim: https://under-linux.org/showthread.php?t=130538 ou http://forum.mikrotik.com/viewtopic.php?t=85213 )

  2. Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post
    prorio carregador deve ter opção de interface de monitoramento se nao tiver vai ter que arranjar uma que te permita acessar com IP fixo .
    Amigo o equipamento que manda energia pra torre vai ser o controlador do aerogerador. Ele não tem essa função, nenhum no mercado tem.



  3. Rubem bom dia, praticamente saí desse mercado já uns 15 anos algo voltado para empresas e indústrias. Ainda trabalho com eletrônica mas tipo consumidor final; aqui na telefonia a área de autuação é da Oi leste ou nordeste, e infelizmente se faltar energia a cidade só tem comunicação por umas 8 a 10 horas e nessa brincadeira nem celulares funciona(tarifação) e o que nos salva um pouco é a internet que são oferecidas por pequenos provedores e utilizam painéis solares.
    Nos distritos se faltar energia para tudo e quando a energia volta boa parte dos telefones ficam inoperantes, tenho casos com produtores rurais que está praticamente dois anos sem funcionar(funciona um dia, para um, dois uma semana) e quando o técnico chega é o dia que resolve funcionar kkkkkkkkk.
    Bom acho que a melhor maneira seria para monitorar o banco de baterias é utilizando um rádio transceptor modulando códigos diferentes a cada nível de tensão(fiz isso uma vez para falta de energia, e quando a bateria atingisse 12,0 volts) e era tudo analógico, foi difícil por que mesmo com ensaios tinhamos que ficar horas adentro monitorando no local. Nessa época tínhamos de usar rádios de 45 watts mas usando antena adequada tipo yagi com 1 watt é suficiente para o caso, ou no caso usar um controlador digital com monitoramento remoto e reservar um IP fixo no link.

  4. uma soluçao talvez pratica e barata se tiver, creio eu que funcionaria, seria comprar diodos zener, ligar 3 roteadores desses baratinhos em serie com diodo zener com varias tensoes, um zener de 24, 27, 20, dependendo da situaçao, quando a tençao baixasse da do zener o roteador desligaria, voce saberia pelo dude, usando ping por exemplo. cada roteador que desligava vc sabia que a tençao estava baixa.
    não testei, mas acho q existe a possibilidade de funcionar, @rubem o que vc me diz, acho que sairia mais barato, visto que roteadores ja temos em casa, ou usaria reles para desligar o roteador?



  5. Citação Postado originalmente por lcesargc Ver Post
    uma soluçao talvez pratica e barata se tiver, creio eu que funcionaria, seria comprar diodos zener, ligar 3 roteadores desses baratinhos em serie com diodo zener com varias tensoes, um zener de 24, 27, 20, dependendo da situaçao, quando a tençao baixasse da do zener o roteador desligaria, voce saberia pelo dude, usando ping por exemplo. cada roteador que desligava vc sabia que a tençao estava baixa.
    não testei, mas acho q existe a possibilidade de funcionar, @rubem o que vc me diz, acho que sairia mais barato, visto que roteadores ja temos em casa, ou usaria reles para desligar o roteador?
    Depois eu que gosto de gambiarra! :-)

    Bom, com zener ou comparador de tensão dá pra usar rele pra desligar porta ethernet, se não tiver um roteador sobrando mas tiver 2 portas configuráveis sobrando (Em MK, digamos) dá pra colocar um sisteminha desse alimentando um rele, de modo que nos contatos normalmente aberto passem os dados do pino 1 do cabo ethernet, hora que abrir o rele fica sem TX (Ou RX), a porta ethernet deixa de responder, um script pode ser acionado.

    (Mas aí poderia entrar o script que leia a tensão em system health, não precisa nada físico. Com switch gerenciado fica complicado rodar algo porta a porta que gere queda num ping de monitoramento)

    É uma pena as RB's não terem nenhuma porta pra servir de alarme, uma porta GPIO destacada pra configurar pra ou fechar rele via script, ou ser avisada quando um status mudou. Com Open-WRT em roteador comum tem led controlado por porta GPIO que podia ser alterada/adaptada pra isso, mas é tanto trabalho.






Tópicos Similares

  1. Banco de Baterias para no-break NHS
    Por NTurbo no fórum Redes
    Respostas: 3
    Último Post: 12-04-2012, 06:12
  2. iptables - como monitorar o funcionamento de uma regra
    Por nataniel no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 19-10-2005, 22:31
  3. iptables - como monitorar o funcionamento de uma regra
    Por nataniel no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 19-10-2005, 21:17
  4. como fazer um banco de dados
    Por bouncer no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 12-09-2003, 00:31
  5. COmo criar um banco de dados!?
    Por Cyber_Punk no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 14-07-2003, 16:47

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L