Página 1 de 5 12345 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Já havia olhado um vídeo de uns árabes (acho eu) sobre esse assunto mas, agora, olhando esse vídeo, pergunto: quantos milhares de reais seriam economizados?

    Alguém já fez ou tem algo desse tipo? Um motor magnético que, basicamente, é só fazer manutenção nas engrenagens. A vida útil das baterias seria muito maior por ter alimentação contínua, não?! Deixo para os experts no assunto. rs

    O que acham? Deixem seus comentários.

    Vídeos:



    Abraços.


  2.    Publicidade


  3. Sei lá cara. Eu tenho visto muitos projetos de motores magnéticos... Tem até aquele que é utilizado por um japonês numa moto... mas na prática mesmo, quase nada.


    Há aquele argumento de que fere os interesses dos grandes grupos... que os magnatas do petróleo estariam boicotando, etc etc.

    Mas por outro lado, vivemos numa época de muita independência e liberalidade. Acho que não seria mais possível impedir a aplicação da ciência no dia/dia. Alguma coisa a mais deve estar travando estes projetos que para muitos são mirabolantes.
    Tu conhece o ventilador de teto da KeepMotor?

    http://www.keppemotor.com/institucional/

    Eu tenho um aqui em casa faz um ano. Não sei o resultado sobre economia pois não medi nada.
    Mas uma dúvida que eu tenho. Porque estes caras, brasileiros, engenheiros não fizeram um motor 100% magnético. Eles utilizam o magnetismo com imãs de neodímio, mas também a energia elétrica. O resultado é uma economia de 90% segundo eles. Tem até um vídeo mostrando o ventilador sendo alimentado por uma bateria de 9 volts DC.
    Que eu saiba é a única empresa brasileira que está também no lado comercial com motores magnéticos. No cenário mundial também não se acha muita coisa já em escala industrial.
    Porque eles não aderiam totalmente ao magnetismo? Será que há algo que não sabemos nos aspectos técnicos/comerciais? Só a alegação de que os Trusts impedem não cabe mais no mundo moderno.
    Conhece esta outra fonte de energia? Motor a Ar Comprimido?

    http://www.mdi.lu/#!actualites/id031

    Este inventor tem dezenas de patentes negociadas mas esta ele segurou para ele. Já esteve com sua fábrica experimental na Espanha, agora já mudou para Luxemburgo que parece deu mais apoio.
    Faz uns 15 anos que acompanho os projetos dele e ainda não se concretizaram comercialmente.

    Tu já imaginou uma mistura destas duas tecnologias? Um motor Keppe que consome pouco energia, uma placa solar no teto do veículo para alimentar este motor keppe que por sua vez tocaria um compressor de ar para dar mais autonomia ao motor mdi?

    Ou até mesmo o carro 100% motor Keppe? Eles dizem que a tecnologia pode ser aplicada em todos os campos. Já fizeram testes com painel solar e bomba d'água.


    Ah! me lembrei de outro projeto: http://www.rarenergia.com.br/
    Dizem que é uma farsa. Mas estes caras são industriais, produtores de soja, tem empresa de grãos e lavouras nos Estados Unidos. São conhecidos no setor.
    Quem chega em Porto Alegre via terrestre conhece muito bem as instalações da Merlin, esmagadora de óleo, bem na chegada.
    Eles não iriam colocar a cabeça a prêmio, gastar fortunas para nada. Quando começaram o projeto até publicidade em jornal de grande circulação teve.

    Mas a verdade é que ficou só na iniciativa.

    Agora voltando a minha dúvida inicial. Porque estes projetos não vão a frente com a velocidade que gostaríamos?
    O Youtube está cheio de "projetos". Será que o problema estaria na produção do ima de neodímio? Haveria matéria prima suficiente no mundo para abastecer uma corrida mundial pelos produtos? sei lá. Mas algo tem aí que segura o setor, além do suposto boicote dos grandes trusts.

    Putz! falei de mais. Desculpe, mas o assunto é palpitante.

  4. Acho incrivel tantas publicaçoes sobre esse assunto de energia contínua e nao tem nenhum sistema comercializado.
    Esses sistemas parecem fotos de OVNI, nao tem nenhuma em alta resoluçao.

  5. Toda geração de força atrás da energia, ou de energia através da força, tem perdas. TODA.

    Você aplica 1cv em eletricidade num motor, mas ele desenvolve só 0,8cv de força.
    Você aplica 1cv de força num gerador, mas ele gera só 0,8cv em eletricidade.

    Não existe moto perpétuo por esse simples motivo, SEMPRE existirá atrito e rendimento bem abaixo de 100%.

    O que muitas dessas geringonças pra enganar trouxas faz é aumentar por mais tempo o movimento APARENTE de um esforço. Se girar com a mão uma roda de bicicleta você estará prolongado por talvez 1 minuto o esforço de 1 segundo. Mas... a força aplicada pra girar o pneu foi de digamos 0,05 joules, mas se fizer um gerador acoplado nessa roda pra aproveitar todo esse giro, ao longo de 1 minuto você "captará" digamos 0,04 joule.

    Se ficar construindo moto perpétuo não há economia, mas sim desperdício de dinheiro.

    Mais engana-trouxas que isso só o motor de carro ou moto funcionando com água, ou os geradores de HHO (Gerador que gasta 100W produz 1m³ de HHO por hora, e 1m³ de HHO alimenta um motor pequeno por talvez 10 minutos, já que motor a combustão tem rendimentos horríveis tipo 30%).


    Se colocar um imã e um enrolamento pra gerar energia, um moto contínuo que geralmente estende o giro inicial por 1 minuto, vai parar em talvez 10 segundos. Um gerador é uma coisa MUITO pesada, tem carro 1.0 que se ficar em marcha lenta (750rpm, digamos), e ligar os 2 faróis, dá pra ouvir uma leve queda na rotação, é o peso do alternador. Turbina hidrelétrica idem, se for num local com turbina pequeno tipo de 2kVA, ao ligar uma geladeira em casa você ouve a turbina desacelerando, porque a corrente de partida da geladeira é muito maior que a força que a água passando tem, o peso do dínamo é maior quando o consumo nele é maior.


    Os moto contínuos não vão apenas contra as leis auras da mecânica (Termodinâmica e cia), também ferem uma coisa básica que é a prática. É muito fácil fazer um vídeo de 30 segundos no Youtube com um pneu de bicicleta girando, você começa o vídeo, gasta 20s falando besteira, gira o pneu, diz que ele está mantendo a velocidade, fica 30s filmando a roda girando de vários ângulos, e termina dizendo que isso gerará energia continuamente, que é só dar um empurrão inicial que a roda gira eternamente. Os inventores disso curiosamente tem eletricidade vindo da rede elétrica da rua nas suas casas, dizem que fazem moto contínuos mas não são nem capazes de ligar um mísero dínamo e ir carregando umas baterias...

    Nem os brinquedos com isso funcionam muito tempo, esse aqui parece lindo nos primeiros segundos:

    Aos 9s de vídeos ele sobe pra caramba, mas aos 23s já está parando, ele prolonga o movimento inicial por mal e mal 15s, como a câmara está parada podemos ver, mas se a intenção for enganar trouxa é só sair movimentando a câmara pra quem assiste perder um ponto de referência e não conseguir notar a lenta redução na velocidade.

    Tem muita coisa que funciona no mundo real:

    - Se tiver uma fonte de calor e uma de frio pode fazer um motor stirling, um que gaste uns 20kg de ferragens diversas vai gerar uns 20W. Ou pode usar pastilhas de Peltier pra essa geração, mas elas tem rendimento pior, só que tem a vantagem de não exigir nada com movimento mecânico

    - Se tiver muito vento pode fazer um aerogerador.

    - Se tiver sol pode comprar umas células fotovoltaicas pra fazer um painel.

    - Se tiver uma queda d'agua pode pode uma mini turbina hidroelétrica com uma turbina Peltier (Nada a ver com as pastilhas de Peltier).

    - Se tiver um transformador da rede elétrica num poste bem perto (4m, digamos), dá pra aproveitar o campo magnético excedente dele e faz um enrolamento pra posicionar direito e captar de graça uns 1W...


    Mas tudo isso implica aproveitar uma energia existente, e todos eles tem rendimento ruim, o que é fácil colocar em qualquer canto do país é célula fotovoltaica, mas... o rendimento delas fica abaixo de 18%! Ou seja, chega em uma peça de 1m² de painel uma radiação equivalente a 1000W, esse o painel vai transformar em eletricidade apenas 180W! Se usar esses 180W pra acender uma lâmpada de 180W, o painel vai transformar a "luz" equivalente de 180W em 18% disso, ou seja, em 32W! E todo motor, captador, transformador, gerador, ou dínamo tem uma coisa boba que leigos esquecem: Rendimento. Nada disso tem rendimento de 100%, um gerador muito bom talvez chegue em 80% de rendimento.

    (Alias, até o corpo humano é um lixo em matéria de rendimento, comemos joules e joules de energia através de alimentos e líquidos, mas... o rendimento é de míseros 25%. Quase todo animal tem rendimento energético bem ruim, coisa tipo de 40% pra baixo. Aaaaaalias, moto contínuo é igual cachorro que come o próprio cocô, pra fazer 50g de cocô ele precisa comer uns 120g de comida, e se ele comer num dia apenas os 50g de cocô ele defecará talvez 40g mais tarde mas vai perder uns 20g de peso extra (Com transpiração e tal), em 2 dias não se nota diferença, mas o animal está definhando (Se fizer pro Youtube um vídeo de 30s sobre o cachorro que vive do próprio cocô muita gente deve acreditar...)

  6. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Toda geração de força atrás da energia, ou de energia através da força, tem perdas. TODA.

    Você aplica 1cv em eletricidade num motor, mas ele desenvolve só 0,8cv de força.
    Você aplica 1cv de força num gerador, mas ele gera só 0,8cv em eletricidade.

    Não existe moto perpétuo por esse simples motivo, SEMPRE existirá atrito e rendimento bem abaixo de 100%.

    O que muitas dessas geringonças pra enganar trouxas faz é aumentar por mais tempo o movimento APARENTE de um esforço. Se girar com a mão uma roda de bicicleta você estará prolongado por talvez 1 minuto o esforço de 1 segundo. Mas... a força aplicada pra girar o pneu foi de digamos 0,05 joules, mas se fizer um gerador acoplado nessa roda pra aproveitar todo esse giro, ao longo de 1 minuto você "captará" digamos 0,04 joule.

    Se ficar construindo moto perpétuo não há economia, mas sim desperdício de dinheiro.

    Mais engana-trouxas que isso só o motor de carro ou moto funcionando com água, ou os geradores de HHO (Gerador que gasta 100W produz 1m³ de HHO por hora, e 1m³ de HHO alimenta um motor pequeno por talvez 10 minutos, já que motor a combustão tem rendimentos horríveis tipo 30%).


    Se colocar um imã e um enrolamento pra gerar energia, um moto contínuo que geralmente estende o giro inicial por 1 minuto, vai parar em talvez 10 segundos. Um gerador é uma coisa MUITO pesada, tem carro 1.0 que se ficar em marcha lenta (750rpm, digamos), e ligar os 2 faróis, dá pra ouvir uma leve queda na rotação, é o peso do alternador. Turbina hidrelétrica idem, se for num local com turbina pequeno tipo de 2kVA, ao ligar uma geladeira em casa você ouve a turbina desacelerando, porque a corrente de partida da geladeira é muito maior que a força que a água passando tem, o peso do dínamo é maior quando o consumo nele é maior.


    Os moto contínuos não vão apenas contra as leis auras da mecânica (Termodinâmica e cia), também ferem uma coisa básica que é a prática. É muito fácil fazer um vídeo de 30 segundos no Youtube com um pneu de bicicleta girando, você começa o vídeo, gasta 20s falando besteira, gira o pneu, diz que ele está mantendo a velocidade, fica 30s filmando a roda girando de vários ângulos, e termina dizendo que isso gerará energia continuamente, que é só dar um empurrão inicial que a roda gira eternamente. Os inventores disso curiosamente tem eletricidade vindo da rede elétrica da rua nas suas casas, dizem que fazem moto contínuos mas não são nem capazes de ligar um mísero dínamo e ir carregando umas baterias...

    Nem os brinquedos com isso funcionam muito tempo, esse aqui parece lindo nos primeiros segundos:

    Aos 9s de vídeos ele sobe pra caramba, mas aos 23s já está parando, ele prolonga o movimento inicial por mal e mal 15s, como a câmara está parada podemos ver, mas se a intenção for enganar trouxa é só sair movimentando a câmara pra quem assiste perder um ponto de referência e não conseguir notar a lenta redução na velocidade.

    Tem muita coisa que funciona no mundo real:

    - Se tiver uma fonte de calor e uma de frio pode fazer um motor stirling, um que gaste uns 20kg de ferragens diversas vai gerar uns 20W. Ou pode usar pastilhas de Peltier pra essa geração, mas elas tem rendimento pior, só que tem a vantagem de não exigir nada com movimento mecânico

    - Se tiver muito vento pode fazer um aerogerador.

    - Se tiver sol pode comprar umas células fotovoltaicas pra fazer um painel.

    - Se tiver uma queda d'agua pode pode uma mini turbina hidroelétrica com uma turbina Peltier (Nada a ver com as pastilhas de Peltier).

    - Se tiver um transformador da rede elétrica num poste bem perto (4m, digamos), dá pra aproveitar o campo magnético excedente dele e faz um enrolamento pra posicionar direito e captar de graça uns 1W...


    Mas tudo isso implica aproveitar uma energia existente, e todos eles tem rendimento ruim, o que é fácil colocar em qualquer canto do país é célula fotovoltaica, mas... o rendimento delas fica abaixo de 18%! Ou seja, chega em uma peça de 1m² de painel uma radiação equivalente a 1000W, esse o painel vai transformar em eletricidade apenas 180W! Se usar esses 180W pra acender uma lâmpada de 180W, o painel vai transformar a "luz" equivalente de 180W em 18% disso, ou seja, em 32W! E todo motor, captador, transformador, gerador, ou dínamo tem uma coisa boba que leigos esquecem: Rendimento. Nada disso tem rendimento de 100%, um gerador muito bom talvez chegue em 80% de rendimento.

    (Alias, até o corpo humano é um lixo em matéria de rendimento, comemos joules e joules de energia através de alimentos e líquidos, mas... o rendimento é de míseros 25%. Quase todo animal tem rendimento energético bem ruim, coisa tipo de 40% pra baixo. Aaaaaalias, moto contínuo é igual cachorro que come o próprio cocô, pra fazer 50g de cocô ele precisa comer uns 120g de comida, e se ele comer num dia apenas os 50g de cocô ele defecará talvez 40g mais tarde mas vai perder uns 20g de peso extra (Com transpiração e tal), em 2 dias não se nota diferença, mas o animal está definhando (Se fizer pro Youtube um vídeo de 30s sobre o cachorro que vive do próprio cocô muita gente deve acreditar...)
    Grande Rubem, valeu a pena ter parado pra ler.




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L