Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    e ae, kara aq no trampo uso o conectiva 8 kenrl 2.4.18 e peguei no source kernel.org o kernel 2.4.22 e compilei o novo kernel nunca gostei de usar rpm e sinceramente oq mata no rpm são aquelas dependencias faz o seguinte pega uma maquina e testa kara assim vc aprende tranquilo sem medo de perder as coisas ok

    falow

    kakaroto

  2. #22
    sL4cK_m4n
    Visitante

    Padrão Red Hat

    kra d boua recomendo cv ir No site do kernel e pegar o 2.6.1 pelo source, mto facil kra, vc baixa, extrai ele em /usr/src e entra na pasta dele, executa um make xconfig ( so se vc estiver usando o X, senaum execute make menuconfig), configure do geito que você quer, e dpois execute um make, make modules, make modules_install, make install, adiciona a imgem no lilo e pronto.... :-)
    qualquer duvida kra me manda um email [email protected][/url]



  3. #23
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    e justamente oq eu estava dizendo pra ele larga mão desses pacotes rpm's e muito mais customizado usar o source certo

    falow

    kakaroto

  4. #24
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    Eu até concordo que compilar o kernel é muito mais customizado, porêm, eu, na grande maioria das vezes instalei meu kernel com rpm e ele fica tão bom quanto o compilado, apesar do seu uso ser para uma workstation, agora, quando o negócio é servidor as coisas mudam de figura.
    Agora, tem que ver se compensa pro Letsay compilar ou instalar o RPM que é muito mais rápido.



  5. #25
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    Flanela e ae kara, concordo com vc, oq é o intuito da red hat, qndo criou o rpm?!? facilidade para o admin da rede, mas as vezes isso se torna um gargalo oq acontece, o rpm cria um banco de dados na maquina q contém todos esses pacotes instalados, certo isso é uma boa na hora de ver uma versão e só dar um rpm -qi pacote mas ja tive experiência de este banco fuder minha vida, ter o pacote instalado e este banco não ser atualizado e ai só com rpm -ivh --nodeps --force pacote, é isso quebra links de libs e ja era, como tudo no linux eu diria "tende a usar aproveitamento de código(herança)", ou seja determinada aplicação usa uma lib q vários outras aplicações usam ai se vc fode uma o resto ja era não sei se meu pensamento esta errado mas me critiquei se estiver errado ok falow

    kakaroto

  6. #26
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    E ai Kakaroto.

    Vc não está errado. Porêm, eu acho que a mesma coisa pode acontecer com pacotes tar.gz ... não é ?! De qualquer jeito, se eu, eu bixar um lib, que um pacote instalado a partir do seu fonte usar ele vai ser comprometido também ... estou errado ? Pelo menos, até onde eu sei seria assim. E vc deve levar em consideração que eu ADORO RedHat e por isso não sou íntimo dos sources :-)

    até mais.



  7. #27
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    e ae kara de boa, olha uma vantagem do source sobre o rpm vc não precisa ter o rpm pra fazer a instalação outra coisa tem vezes q so alternado o código do source vc consegue é no rpm??? e mais uma coisa ai vai da experiencia de cada um, minha experiencia com red hat não é boa, uso ele é o conectiva porq aq no estagio os karas querem então ainda uso mais em casa e slack e WinXP, por causa da minha irmã q usa windows senão estava longe da minha máquina mas fazer oq ela usa dexo lá, se vc gosta do red hat e eu gosto do slack hehehehehe e não se fala mais nisso porq senão vamos ficar debatendo aq até amanhã hehehe manda o letsay fazer assim tenta o pacote rpm senão der vai pro source ok

    falow

    kakaroto

  8. #28
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    Ok, ok, temos vantagens em rpms e em sources, porêm e se eu tiver N servidores iguais e eu quero atualizar um mesmo pacote em todos, com rpm é muito mas rápido e facil (pelo menos no meu conceito), tem alguma coisa (ferramenta) pra fazer isso com os tar.gz ?!
    Fique claro, que eu não estou entrando no mérito de quem é melhor, pq melhor é fazer o que vc gosta e poder compartilhar isso com pessoas que tem as mesmas afinidades :-)
    Letsay, é isso ai, repoem os pacotes da forma que vc achar melhor. Eu espero que funcione. Se for com rpm eu recomendo que vc use os parâmetros --force e --replacepkgs, se for com o source, cuidado na hora de compilar, tome a seguinte medida, use o ./configure --prefix=/usr, para que ele sobrescreva os seus pacotes antigos no RedHat. OK ?!



  9. #29
    letsay
    Visitante

    Padrão RPM/Source

    E ai, Kras!!

    Fiquei realmente contente com a discussao q surgiu sobre RPM e Source...foi super construtivo pra mim!!
    Serio mesmo...
    Vou fazer o q vcs sugeriram...
    Ja instalei uma maquina aqui do meu lado como teste e vou testar compilar o kernel nela...
    Realmente acho o rpm uma facilidade maravilhosa!!
    Gosto mesmo...
    Mas tem casos q nao rolam mesmo (acho q o meu é um deles) entao vou compilar o kernel e ver o que da.

    Obrigadissimo a todos....e eu volto com novas duvidas... :wink:

  10. #30
    letsay
    Visitante

    Padrão Versao

    Galera, posso perguntar uma coisa q nao tem muita a ver com o q a gente estava falando, mas q eu nunca sei como fazer...

    Bom...ai vai!!

    Existem bibliotecas como o gd.pm que eu sei q a ultima versao é a 2.11, mas eu nao sei ver se ela esta instalada no micro e muito menos qual versao é!!!!!!!!!!!

    A verdade é que :
    Qdo o pacote é rpm fica muiiiiiiiiito simples de descobrir a versao, onde estao os arquivos relacionados a ele e tudo mais...
    Mas qdo ele é intalado "na mao" nao sei como ver se ele esta la e nem qual versao é...
    Por exemplo, o mapserver que eu sei q vc da o comando :
    mapserv -v e ele mostra a versao, mas nao sao todos q sao assim!!
    Como eu descubro isso??

    As vezes procuro na documentacao do pacote para ver se tem como descobrir informacoes sobre ele, mas minha procura sempre é em vao!!

    O q eu façoooooooooooo?? 8O

    obrigadissimo!!



  11. #31
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    E ai Letsay,

    Realmente é legal aprender novos conceitos, discutir sobre estes assuntos acrescenta muito ao profissional, pq vc pode aplicar novas idéias, e etc.
    Cara, eu acredito que se vc usar o seguinte comando vc vai ter o resultado esperado.
    $ ldconfig --verbose
    No retorno vc procura o que vc quiser, ok ?!

    um abraço.

  12. #32

    Padrão Red Hat

    Primeira coisa, .pm eh Perl.
    Segundo, rpm eh maravilhoso ? voce ainda nao viu apt-get ou ports.
    Eu repito, RPM eh horrivel.
    Terceiro, se voce vai comecar a usar RedHat, use Fedora, RH fecho de vez, eh puramente uma distro comercial, assim como o SuSe jah nasceu, e a Conectiva esta ficando cada vez mais comercial, vamos ver quando eles vao tirar a versao "free" deles e deixar so Enterprise.

    Quarto, Se voce ainda nao sabe usar nada, experimente o Debian, se voce tem necessidade de gerar varios kernels, o debian tem um pacote que facilita muito, ele gera tudo automatico. depois eh soh dar dpkg -i no kernel.deb
    Quinto, no debian voce nunca tem problemas com a atualizacao.

    Em nivel de auto-atualizacao, melhor que o Debian so o BSD, mas ai jah nao eh mais Linux.

    De uma olhada com carinho no Slackware e/ou Debian. O slackware infelizmente nao tem nenhum "pacote" integrado como nos outros e nem uma autoatualizacao madura, jah nao posso dizer o mesmo do Debian jah que seu apt foi copiado pela conectiva / rh / slackware / etc ... a ideia eh a mesma. Debian foi pioneira e ainda eh a melhor na minha opniao

    Quem vem de outras distros tem que se acostumar so um pouquinho, claro cm de distro para distro algumas coisinhas mudam, mas isso eh normal.



  13. #33
    letsay
    Visitante

    Padrão Distro

    E ai, Mystmst??

    Valeu pela dica!!
    Na verdade nao conheco apt-get muito bem entao nao posso dar minha opiniao.
    Falei sobre o q conheço q é rpm e "make na mao"...
    Entre os 2 rpms me agradam mais.

    Mas esta longe de mim querer transformar isso em discussao de distro.
    Ja q linux nao é religiao (embora muita gente trate assim).

    Ja trabalhei com BSD e slack e curto muito...
    O problema é q aprendo tudo na raça e fico cheio de duvidas!!

    Sobre .pm eu sei q é Perl.
    Eu soh usei como exemplo para q quem fosse tentar me ajudar pudesse entender o q eu estava tentando dizer!!

    Sobre o RH uso ele pq tudo aqui é RH e sempre foi.
    Nao vai mudar agora...e nao depende de mim!!

    Mas esta otimo!!
    Adorei saber mais sobre o Debian e vou instala-lo em uma maquina q tenho aqui pra treinar...
    Valeu mesmo!!

  14. #34
    letsay
    Visitante

    Padrão lib

    Valeu mesmo, Flanela!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Este comando q vc me indicou é tudo q eu precisava!!

    valeu mesmo!!


    Nao tem um parecido para ver todos os aplicativos instalados e as respectivas versoes??
    Seria show!!
    Nunca sei qual a versao do q esta instalado!!

    Obrigadissimo!!



  15. #35
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    Que bom que te ajudou Letsay. Fico feliz com isso :-)
    Cara, eu não conheço nada que faça isso, porêm se alguém aqui do Forum souber, eu estou interssado em saber também. Agora, se todos os pacotes que vc instalou forem rpm's (à revelia do pessoal do source e dos .deb :-) ... brincadeira ...) dá pra saber a versão de tudo com um "rpm -qa" ... mas por estes lados vc conhece. Ok ?!
    Até mais.

  16. #36
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    e ae galera
    putz agora vamos discutir distros ?!?
    blz vamos lá, vou defender o slack, afinal tenho q defender a distro q uso e ninguem do forum tbm defendeu o slack hehehehe, não sei se sou a pessoa certa pra isso pela minha pouca experiência mas vamos lá espero q me critiquem pouco heheheeheh, o slack ao contrario de outras distros como Red Hat, conectiva, etc, sempre adotou os pacotes compactados no formato tar + gzip(tgz), no slack possui várias ferramentas de instalação tipo slackpkg, swaret, hã e mistymst como o slack não tem nenhum pacote integrado o pkgtool e o formato tgz é oq? e como vc diz q ele não tem uma autoatualização swaret é oq??? hehehehe tem tbm o slackpkg, q vou falar um pouco dele q foi q mais li ultimamante, essas 3 ferramentas usam pacotes tgz o slackpkg foi criado com uma finalidade bem específica: baixar os patches de segurança do Slackware e facilitar a vida dos slacker users, a versão atual além de fazer as atualizações de segurança necessárias também possibilita instalar pacotes novos e remover os já instalados. Esse software(slackpkg) escrito por nosso kamarada da lista slack-users Piter PUNK, ae piter to fazendo propaganda, hehehehe da uma olhada no site do piter q é manero www.piterpunk.hpg.ig.com.br entra ele explica pra vcs como desenvolveu essa ferramenta q facilita a vida de muitos em nossa distribuição, esse conjunto de ferramentas é tão completo que inclui um utilitário para a criação de pacotes no padrão tgz e docs e manpage de como utiliza-lo e outro para simplesmente extrair o pacote, e a instalação e de boa e so jogar o pacote na raiz (/) e a ferramenta joga os arquivos pro seus lugares, ow letsay e flanela oq vcs queriam saber como descobrir um source ou um tgz, ou um tar.gz q esta instalado?!, blz vai lá, da um ls /var/log/packages, ta lá, tudo pra vcs, e so olhar e procurar ou então ls /var/log/packages | grep o pacote, ok respondido a pergunta, outra coisa isso na minha opinião não vão me criticar axo muito melhor q o banco de dados q o RPM cria, não interfere na instalação, oq mata no rpm são aquelas malditas dependencias vixxi odeio aquilo, quem já não teve problemas ao fazer uma instalação e ver aquele monte de dependencias, ou então tentar remover um pacote meu deus simplesmete ele não deixa, já tentou remover um rpm do Sendmail ou remover um squid da vida eu axo muito melhor e muito mais simples para a administração do sistema, é o administrador saber exatamente o que ele instala, sem falar na base de dados em /var/log/packages q customiza muito a tarefa de consulta e recuperaração do sistema danificado, já tentou reparar a base dos pacotes RPM? Ou saber quais pacotes estão instalados com a base sem funcionar? nossa !?!
    e só mais uma coisa, uma das maiores filosofias presentes no Slackware é o KISS (Keep It Simple Stupid),
    que quer dizer: "Mantenha isto simples, estúpido!", é por isso q é uma distro simples, na qual rapidamente podemos localizar e modificar os arquivos de conf, enquanto nas outras distros ficam tudo sobre /etc/sysconfig,
    no Slack estes dados estão concentrados no /etc e /etc/rc.d, junto com os scripts de inicialização, os pacotes compilados para i386, facilitam muito, não é qualquer distribuições que podem ser instaladas em computadores que vão desde um 386 até um Athlon, sparc, com memórias começando em 8MB e discos IDE e SCSI, o Patrick(criador da distro slackware) trouxe para o Slackware um certa semelhança com SO's Unix como os *BSD e os Solaris onde tambem oferecem formas de instalar, remover ou atualizar um pacote, a inicialização do Slack é bem eficientes e rápido,
    é bem mais simples de se administrar do que a inicialização de outras distros(eu axo hehehe), só existindo apenas uma série de scripts que podem ser editados facilmente, os serviços principais se encontram separados em scripts próprios q dá para dizer qual deve e qual não deve ser iniciado no boot precisamos apenas dar um chmod no arquivo, só mais uma ultima coisa para mencionar q axo uma facilidade ou customização, em q outras distros podem tbm usar com os sources ao meu ver vc pode ter uma certa segurança, ja tinha lido em um artigo mas vi em um artigo no underlinux tbm, com os sources tem como esconder banner de certos daemon ou versões, só alterando os fontes(arquivo .c, .h), como no artigo do underlinux escondendo a versão do apache certo, bom axo q é só!!, qualquer critica contra mim pode me detonar q to ai

    falow

    Eu sou o super jayajin (nivel 1)
    Eu sou o querreiro lendário
    kakaroto (heheheheheeheh)



  17. #37
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    E ai Kakaroto ?! Blz ?!
    Meu, eu até concordo que Slackware seja uma Distro execelente, que tem ferramentas legais e que a filosofia do KISS é a melhor coisa pra quem quer dormir durante à noite ... Porêm, eu, sinceramente, não vejo tantos impecílios na parte de RPM e no quesito de matar dependências, o RPM, é muito, mas muito, mais fácil do que os Sources, e se vc quiser trabalhar com RPM no Slack eu sei que a versão 9 já vem com suporte nativo, não é ?! Como eu havia dito, a única desvantagem é a parte de alto-despempenho, que por o pacote não ser compilado no seu hardware ele acaba não sendo otimizado pra ele ... mas são apenas opiniões e não "leis para a vida de um linuxer :-)".
    Cara, eu procurei o /var/log/packages e não achei nada parecido na minha máquina, é um RedHat 9.

    um abraço.

  18. #38
    letsay
    Visitante

    Padrão Ai vai!!

    E ai, Kakaroto!!

    Cara...vc tava inspirado mesmo!!
    Adorei!!

    Eu trabalhei a vida inteira com Slack e BSD e simplesmente adorava...com o tempo vc aprende onde esta tudo e sabe exatamente o q vc esta fazendo...a transparencia das ações é incrivel!!

    Mas agora trabalho com RH e é assim q as coisas sao...
    O negocio é se adaptar...

    Pra quem quer praticidade e entende pouco o sistema o RH é uma magavilha...vc da rpm qualquer coisa e vai driblando as dependencias e deixa a vida te levar...

    Mas é isso ai...deixa de falar de distro q nao tem nada a ver!!

    Sobre a dica do ls /var/log/packages eu adorei...
    O problema é q soh da pra ver os pacotes instalados com rpm, visto q a minha maquina assim como a do Flanela nao tem um arquivo chamado : packages...
    O maximo q a minha tem é um arquivo chamado : rpmpkgs

    :cry: :cry: :cry: :cry: :cry: :cry:



  19. #39
    Kakaroto
    Visitante

    Padrão Red Hat

    e ae karas hehehehe exagerei um pouco né heheheheh foi mal
    flanela a respeito do /var/log/packages aq no meu slack tem , mas se não tem tiver edita no /etc/syslog.conf q o daemon syslogd faz o resto pra vc eu gosto deste tipo de controle de versão porq vc tem muita coisa lá dentro de /var/log/packages vc tem um arquivo com o nome e versão do programa instalado e contéudo deste arquivo e os diretórios onde le foi instalado, e tudo questão de configurar axo q não tem porq em distros baseadas no RPM estas vem optimizadas pensando-se q irá se utilizar pacotes rpm ok, flanela vc tem razão o slack tem o suporte para o RPM, mas pergunta pra quem usa slack se já usou, mas claro tem horas q não axamos pacotes tgz então a única saída(eu mesmo faço isso direto) e pegar um pacote rpm e converter com rpm2tgz para tgz e pronto isso de questão de pacotes ou não e questão do admin se ele gosta de rpm ele usa, se ele gosta de apt-get usa apt-get, senão gostar de nenhum dos dois usa os tar.gz da vida, só vi a discussões de vcs e quis pelo menos dar uma erguida no slack, e pro mistymst q disse q o slack não tinha nenhum pacote integrado, e q não tinha uma auto-atualização e só usar o swaret se falei demais desculpe as vezes falo muito mesmo hehehehe

    falow

    Eu sou o super jayajin
    O guerreiro Lendário

    Kakaroto

  20. #40
    Flanela
    Visitante

    Padrão Red Hat

    Meu, fica frio que eu entendo os Slackers, afinal eu trabalho com dois, pra eles é Deus no céu e Slack na terra. E eu sou a ovelha negra pq eu adoro RedHat ... mas a vida é assim :-)
    Respeito os seus conceitos, acho o Slackware uma distro excelente, mas sinceramente, eu não acho que a minha distro preferida deixe alguma coisa a desejar, basta um banho de configuração e algumas modificações ... hehe ... vai de cada um ...
    Cara vc me lembrou de uma boa, o rpm2tgz ... eu estava louco pra lembrar isso que eu vou fazer uns testes.
    Me diz uma coisa, vc conhece alguma biblioteca pra C que controle os processos da máquina ?! Tipo algo que eu possa obter informações sobre os processos que estão em andamento e enviar sinais pra eles, tipo HUP e etc. Mas tem que ser algo diferente de um popen no "ps ax" ...

    valeu !

    um abraço.