Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. Rubem, os que achei aqui é muito parecido com os modelos que vc posto acima. Porem no lugar de plastico é feito de porcelana

  2. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Minha torre de 46m tem uns 20 de porcelana, tipo esses: http://i01.i.aliimg.com/img/pb/200/6...603200_851.jpg, é de 2009 e já tem 4 quebrados, cabo de aço cobreado de 25mm² pelo visto chacoalha com o vento e "de tanto bater" já quebrou uns, estão a uns 2m de distancia entre sí, proxima vez que eu usar isso vou colocar mais perto ou usar uns de borracha intercalados com ceramica. Do jeito que a coisa vai meus isoladores não vão durar nem 10 anos, que dirá 1000.

    JonasMT, esse cabo de aço cobreado que falo é nú, tipo cordoalha, com 7 fios, nunca ví deles encapados, talvez a Cemat use encapados aí porque o fornecedor da região tenha deles, aqui pros lados do Araguaia a Cemat usa cabo nú mesmo, alias, quem usa são as empresas de instalações (Cia de eletrificação), a Cemat só visita e aprova. Aço e aluminio na rede AC, aço e cobre no aterramento, o motivo principal deve ser o custo, aluminio é mais barato, como a tensão percorre o cabo na forma de onda ao redor a menor condutancia no aluminio não incomoda muito, mas talvez incomodaria se usassem aluminio no aterramento. Se for pela condutância é melhor usar cobre puro, macio, mas ia se desmanchar em pouco tempo.

    Esses cabos são usados mais pra aterramento de transformador em uso rural, por isso empresas de agronegocio de MT nada a ver com eletricidade tem, tipo a AgroAmazonia (Pelo menos tinha), cordoalha pra estaiar torre também, é muito mais barato com eles que com as empresas de material elétrico por aqui.
    com toda certeza amigo a porcelana vem da família do vidro sendo vidro utilizado como isoladores em torres de transmissão em rede de alta tenção, como exemplo a rede que inteliga as usinas federais de geração de energia, pois se não são bons com toda certeza eles não utilizaria, mas lembro que ontem mesmo vi isoladores de cerâmica acredito que em minha rua mesmo tem, bom quanto o seus terem quebrado só ha 2 sintomas má qualidade ou má aplicação, bom como os receptáculos tem de boa qualidade e tem aqueles que se pegar e apertar quebra e corta tua mão, sem contar os que já vem trincados, vi eu um aterramento de um prédio antigo com mais de 50 anos todos velhos e encardido do tempo mas em perfeito estado. com toda certeza de boa qualidade pois o edifício é um preio publico, bom se acredita que o cabo bate e quebra a peça já pensou em colocar um calço de silicone industrial?, isto nada interfere na qualidade de sua aplicação mas deve resolver. quanto a ceramica durar pouco procure saber, A Vênus de Dolní Věstonice http://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%AA...V%C4%9Bstonice datada entre 29.000 a.C. e 25.000 a.C (antes de cristo ou se preferir antes da era comum) detalhe em perfeito estado de conservação e sem levar em conta que não existia a tecnologia e conhecimento que temos hoje para trabalhar a cerâmica ou se preferir louça. para sanar curiosidade Tal é a sua perfeição que durante muito tempo foram consideradas falsificações. Contudo, uma análise de espectrometria de massas realizada pelo Centro de Tecnologia Espacial daUniversidade de Kansas (Estados Unidos), determinou a sua autenticidade e a sua antiguidade de 26.000 anos antes de cristo.



  3. É... pega uma ceramica de 25000 anos e larga na mão de uma criança de 3 anos... a durabilidade da ceramica desaparece :-)
    Tem que conjugar uma resistencia relativa com durabilidade, eu não tenho a mínima intenção de manter torre de telecom por mais de 15 anos, se um isolador plastico ou de borracha durar isso pra mim está mais que ótimo.

    Bom, as cias de eletrificação aqui tem problemas de ceramica explodindo com raio, por isso fazem essa gambiarra na rede de 13 e 36KV:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         DSC00086.JPG
Visualizações:	478
Tamanho: 	38,1 KB
ID:      	49408Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         DSC00087.JPG
Visualizações:	450
Tamanho: 	38,2 KB
ID:      	49409

    É um pedaço de cano de PVC, isso foi colocado nums 1000 postes um ano depois de instalados, ou seja, alguém teve um gigantesco trabalho de subir em 1000 postes pra colocar isso, postes sem acesso facil pra caminhão munck, mas o trabalho compensa, frente aos inúmeros problemas que essas ceramicas quebradas davam. Quando um isolador quebra por raio o fio fica chacoalhando pros lados (Perde o ponto de apoio) devido ao vento, quebra as ceramicas nos outros postes, enfim, 1 ceramica quebrada por raio quebrava outras 5 ou 6, porque a rede elétrica não cai na hora, o fio ficava dias chacoalhando até alguém ver. Meu problema com esses isoladores é esse, o fio de 25mm vibra ou chacoalha com o vento, ouvindo do lado dele se escuta as batidas. Eu já uso silicone de alta temperatura pra quase tudo, mas não tinha pensado em colocar ele no meio do buraco do isolador como "bucha", boa idéia.

  4. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    É... pega uma ceramica de 25000 anos e larga na mão de uma criança de 3 anos... a durabilidade da ceramica desaparece :-)
    Tem que conjugar uma resistencia relativa com durabilidade, eu não tenho a mínima intenção de manter torre de telecom por mais de 15 anos, se um isolador plastico ou de borracha durar isso pra mim está mais que ótimo.

    Bom, as cias de eletrificação aqui tem problemas de ceramica explodindo com raio, por isso fazem essa gambiarra na rede de 13 e 36KV:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         DSC00086.JPG
Visualizações:	478
Tamanho: 	38,1 KB
ID:      	49408Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         DSC00087.JPG
Visualizações:	450
Tamanho: 	38,2 KB
ID:      	49409

    É um pedaço de cano de PVC, isso foi colocado nums 1000 postes um ano depois de instalados, ou seja, alguém teve um gigantesco trabalho de subir em 1000 postes pra colocar isso, postes sem acesso facil pra caminhão munck, mas o trabalho compensa, frente aos inúmeros problemas que essas ceramicas quebradas davam. Quando um isolador quebra por raio o fio fica chacoalhando pros lados (Perde o ponto de apoio) devido ao vento, quebra as ceramicas nos outros postes, enfim, 1 ceramica quebrada por raio quebrava outras 5 ou 6, porque a rede elétrica não cai na hora, o fio ficava dias chacoalhando até alguém ver. Meu problema com esses isoladores é esse, o fio de 25mm vibra ou chacoalha com o vento, ouvindo do lado dele se escuta as batidas. Eu já uso silicone de alta temperatura pra quase tudo, mas não tinha pensado em colocar ele no meio do buraco do isolador como "bucha", boa idéia.
    bom fico feliz que se a ideia do silicone ajuda, detalhe o industrial é o mais forte que existe pois é utilizado em estruturas metálicas de estrutura de prédios (revestimento de vidros) bom quanto a cerâmica como exemplo se ir ao deposito de construção tem pisos cerâmicos baratos e porcelanato cerca de 4x mais caros que maioria dos pisos, o porcelanato mesmo com uma maquina de cortar granito sofre para cortar geralmente te que utilizar água para facilitar as coisas (corta mármore makita maquina utilizada para cortar o fundo do cofre do maior roubo do brasil detalhe cortou que nem cortar queijo já trabalhei com esta maquina) 1300wts potencia e 13.000 rpm com disco de metal com fragmentos de diamante. mas como sabemos se o plastico não for bom tb acaba logo. os da rua que moro é de cerâmica e quando mudei para cá já existia e moro aqui a mais de 15 anos então tem no minimo 15 mas estimo para mais de 20 anos nunca foi trocado nada, andei olhando depois que vi este assunto nem 1 quebrado aqui no bairro (pelo menos nas ruas que passei prestando atenção), bom com o capitalismo as lojas vende o que der mais lucro e nem sempre é o que se espera, são raras as exceções, este é uns dos motivos que dar dor de cabeça em tanta gente. em todas as áreas infelizmente.



  5. Obrigado aos grandes colegas,como disse nao tinha a informacao correta, apenas coloquei o que tinha lido em um post. bom saber destes detalhes. Como disse um terrometro nao e caro mas pouca gente conhece ou usa. Mas a final se usa um fio da mesma espessura do fase? Se o aterrame to sera feito digamos no pe da torre onde estao os equip e uso a mesma bitola do fase, se a resistencia fica abaixo de 8 ohms esta dentro do padrao?

  6. Pode ter bitola fina quando a inteção é apenas não levar choque, tipo em chuveiro, fogão, geladeira, computador... mas quando o fio do aterramento vai conduzir orrentes maiores, como um raio, a bitola do fio não deve ter relação com o fio da alimentação.

    Se você leva a alimentação com fio de 3mm², mais que suficiente pra maioria dos equipamentos de telecom, vai usar aterramento com fio de 3mm²? Aterramento que derrete caso circule mais de 30A? (Mas que aguenta 10A de corrente por uma vida toda sem problemas)

    O mínimo recomendado para para-raio (Aterrando uma torre ela vira um grande para-raio) é 16mm², vai usar alimentação com fio mais grosso que isso? (Só se tiver um motor de 10KVA em cima... fio de 8mm² leva 40A sem problemas (Sem aquecimento, sem nenhum efeito químico de longo prazo) nenhum. 40A em 127V são 5KW, que equipamento de telecom consome isso?)

    Quantos aos 8 ohms de resistencia do solo, sem problemas, não é otimo mas é bom, mas a questão não é ter uma resistencia baixa no solo, mas sim o que fazer quando tem resistencia alta: Colocar mais astes. Se a resistencia do solo no metodo das 4 astes fica em 4 ohms você coloca digamos 4 astes de 2m cada, a 1,5m uma da outra, mas se a resistencia é de 8 ohms você não dobra a quantidade de astes, mas multiplica por digamos 1,5, seriam então 10 astes numa malha (Não em linha reta) de 1m de distancia entre elas. Isso é exemplo hipotético, tem que fazer o calculo de altura e area a ser protegida, é só pra dar um exemplo do que muda quando a resistencia do solo muda.
    (Claro que 4 astes de 2m em solo de 5 ohms é pra para-raio nanico de 10m de altura, aterramento decente pra para-raio é coisa de duzias de astes em malha, bem diferente de aterramento pra não levar choque quando encostas descalço no PC, ou pro aterramento pra evitar DDP alto entre neutro e terra de ar-condicionado, ou do aterramento basico pra apenas a malha dos cabos para que nenhuma alta tensão seja induzida e queime o trafo/driver (lan) dos equipamentos (Ubiquiti especialmente, que tem trafo feito com açucar pelo visto, não pode ver chuva que já queima)

    Se não vai ter astes em quantidade adequada pra um aterramento decente, se vai só aterrar a estrutura da torre e não usar para-raio isolado, não se estressa tanto com bitola de fio, qualquer coisa de 16mm² pra cima resolve (Aqui no interior, 1000Km da capital, 4000Km de RJ/SP, o fio de aço-cobreado de 16mm² pra aterramento está R$ 4,5 o metro, pra torre de 30m dá uns R$ 160 em fio, mais barato que as astes (R$ 30 a de 2m, uso 6) e isoladores (Se não me engano R$ 20 cada, uso 15). Enfim, o fio é o menor dos custos, de 16 pra 25mm² muda pouco o preço, e nem são muito mais caros que cabo emplastificado de cobre de 10mm (Fio rígido pra instalação interna, que tem doido que usa pra aterramento), que está uns R$ 3,5 a 4 o metro, economia mínima que estoura no primeiro raio (Mas se a estrutura é baixa, e a intenção é apenas aterrar malhas pra evitar indução, não terá raio, portanto nunca dará problema, apesar de não ser recomendavel isso funciona quando não leva raio (Não é recomendavel porque qualquer coisa exposta pode levar um raio na cabeça).



  7. Pra aterrar uma torre que está a 200 metros de uma grande lagoa, cavando 1 metro já acha água, quantas astes seriam necessárias?

  8. A grosso modo você precisa qualquer resistencia de solo abaixo de 4 ohms, solo molhado geralmente tem resistencia nessa faixa.

    SE você medir com o terrometro, no metodo das 4 astes, e determinar que perto dessa lagoa, com astes de 2m a 90cm de profundidade, a resistencia é de 4 ohms, meta 2 astes de 2m a 2m uma da outra e seja feliz.
    (Até que a agua baixe e a resistencia do solo aumente...)

    Se você medir com o terrometro resistencia tipo 40 ohms (Agua as vezes fica sobre a argila, argila tem resistencia alta) devido a estratificação do solo, precisará baixar de 40 pra 4 ohms, veja um jeito de calcular como diminuir isso usando malha:
    http://www.mspc.eng.br/tecdiv/para-raios-210.shtml
    No último calculo, malha, com aste 1/2" de 2,4m (Curioso, aqui só tem de 2m), 2m de distancia, 9 astes, resistividade de 40 ohms, cabo de 35mm², em profundidade de 0,8m, terá 3,5 ohms de resistencia total, então 9 astes assim seria suficiente.

    Aqui é solo arenoso, mesmo molhado a resistencia fica acima de 300 ohms, aqui precisaria 64 astes de 3m, a 4m umas das outras, pra chegar a 4 ohms. 64 hastes de 3m!!!! Esse valor varia muito conforme o solo, por isso é imprescindível medir com terrometro, o tipo de solo muda 3 ou 4 vezes em 10.000m² (1 quarteirão daqui, 1 hectare), de modo que a resistencia do solo muda junto, nunca muda radicalmente de 500 pra 5 ohms, mas muda de 200 pra 100.

    Se a torre for alta (50m, digamos), aumente a bitola do fio também na malha, tipo de 35 pra 50mm, e coloque umas astes a mais por precaução (Vai que a lagoa baixa e a terra seca), a medida da resistencia é sujeita a falhas mas mesmo que ela seja excelente a descarga no solo nem sempre será, tem sempre aquele 1% de risco de dano.

    Se não quer usar haste, prefere fio enterrado, no link tem o calculo, no seu caso acho complicado confiar na umidade sempre presente da agua, se a 1m tem agua mas a 1,5m tem argila isso pode ter uma condutividade muito ruim, quando tem gente por perto (Casas, escolas, escritórios) é melhor enterrar mais os dissipadores, se usa poço as vezes por isso, ou espalha tipo malha pros lados, ou tipo poço pra baixo, quanto mais proxima de 0 ohms a resistencia conseguida melhor, mas o mínimo recomendado é 4 ohms.

    Outra coisa que pode ser usada, que não é tão comum no brasil, são as pontas pra descarga no ar, tipo isso:
    http://www.towerbeacon.com/lightning-protection.htm
    Raio é coisa inconstante, difícil de reproduzir sempre igual em laboratorio pra poder analisar, então falta materia prático sobre a funcionalidade dessas buchas dissipadoras de estática.
    (Você verá ponteiras curiosas do meio de torres mundo a fora por isso, trocar com o ar um pouco da carga estática, pra diminuir que seja 0,001% das descargas. Naquele video da troca de lampadas a 540m de altura ( , provavelmente com uns 3000V em relação ao terra) por isso você não vê o cabo do aterramento)






Tópicos Similares

  1. Respostas: 22
    Último Post: 18-04-2015, 19:52
  2. Respostas: 13
    Último Post: 22-05-2012, 17:57
  3. Respostas: 3
    Último Post: 22-03-2012, 20:25
  4. Respostas: 2
    Último Post: 13-03-2008, 07:59
  5. Proteção para equipamentos no Litoral
    Por haas no fórum Redes
    Respostas: 14
    Último Post: 10-12-2005, 13:04

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L